De um lado, o líder do campeonato. De outro, um time em recuperação. Domingo será dia de clássico no Brasileirão. Majestoso. Pela sexta rodada, Corinthians e São Paulo se enfrentam às 16h na Arena Corinthians, em encontro com muito mais de três pontos em disputa. Até a sexta-feira, mais de 37 mil ingressos já tinham sido vendidos. Casa cheia para um duelo de rivalidade histórica.  
O Corinthians, com 13 pontos, não tem ninguém a sua frente na tabela de classificação. Na última rodada, goleou o Vasco em São Januário por 5 a 2, mesmo com desfalques importantes, como Rodriguinho e Fagner, que servem à Seleção Brasileira. O bom início de campeonato tem empolgado a torcida, mas o discurso do treinador do Timão, Fábio Carille, é de cautela, sem oba-oba, “trabalhar jogo a jogo”:
– Os que estão na ponta são os mais consistentes. Não são as melhores equipes, porque é cedo para falar isso. Não gosto de falar do campeonato todo, de ser campeão, meu trabalho é jogo a jogo – afirmou Carille, que aposta no entrosamento de sua equipe para conquistar mais três pontos e se manter na liderança do Brasileirão.
Segundo o técnico, o elenco todo sabe o que fazer:
– Fizemos cinco gols no último jogo, todos com tabela, profundidade, jogada trabalhada. O primeiro foi uma coisa linda, cinco ou seis toques de primeira, mudando o lado, com passe por dentro, finalização de primeira –  elogiou.
Se o técnico corintiano demonstra total satisfação com o que sua equipe vem apresentando em campo, o comandante do São Paulo Rogério Ceni é realista sobre o momento de recuperação da confiança de seu elenco. Após o bom resultado em casa contra o Vitória (2 x 0), na última rodada, Ceni admitiu que saiu 70% feliz com a atuação de seus comandados.
– O time jogou bem até fazer o gol. Teve um desempenho bom, consistente na defesa, criou boas oportunidades e finalizou bastante no primeiro tempo. No segundo, quando vimos que estava difícil de penetrar na defesa adversária, passamos o Éder Militão para segundo volante junto com Jucilei, empurramos Cícero para o meio. Fizemos o gol jogando dessa maneira, numa linha de quatro – avaliou o ex-goleiro.
Para Rogério Ceni, o time poderia ter sofrido menos na partida.
– Acho que se tivéssemos mais um pouco de calma, não teríamos sofrido tanto. Esses cinco, dez primeiros minutos pós-gol, precisamos de mais calma. Não estamos sabendo conduzir o jogo nesse momento – completou.
Com o resultado, o São Paulo chegou a nove pontos em cinco rodadas. Neste domingo, contudo, os momentos distintos dos adversários se equivalerão. É clássico!
Além do Majestoso, mais seis jogos complementam a rodada:
11h – Botafogo x Coritiba, Nilton Santos
16h – Vitória x Atlético-MG, Barradão
16h – Avaí x Flamengo, Ressacada
16h – Ponte Preta x Chapecoense, Moisés Lucarelli
18h30 – Cruzeiro x Atlético-GO, Mineirão
19h – Atlético-PR x Santos, Arena da Baixada