domingo, 28 de maio de 2017

VITÓRIA /CORITIBA, SERIE D CLUBES BAIANOS, INTERNACIONAL/ ATLÉTICO MG


go, 28 de Maio de 2017 - 19:25

Série D: De virada, Jacobina é derrotado para o Murici-AL fora de casa

por Matheus Caldas
Série D: De virada, Jacobina é derrotado para o Murici-AL fora de casa
Foto: Corteria / Murici / Divulgação
O Jacobina sofreu conheceu sua primeira derrota na Série D. Neste domingo (28), o Jegue foi derrotado por 3 a 2 para o Murici-AL, fora de casa, pelo grupo A9 da competição nacional. Os baianos saíram na frente com Vitinho. Edinho e Claudinho viraram para os alagoanos. Lucas empatou novamente, mas, aos 23 minutos do segundo tempo, Claudinho deu números finais ao confronto. Mesmo com a derrota, o Jacobina segue na vice-liderança do grupo, com três pontos. O América-RN, líder, possui seis. Agora, os dois primeiros da tabela medirão forças. O confronto acontecerá no próximo domingo (4), às 16h, na Arena das Dunas.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 17:30

Rafael Granja convoca torcida do Flu de Feira para duelo contra o Atlético-PE

por Glauber Guerra
Rafael Granja convoca torcida do Flu de Feira para duelo contra o Atlético-PE
Foto: Divulgação/ Fluminense de Feira
O Fluminense de Feira encara o Atlético-PE, quarta-feira (31), às 20h30, no Joia da Princesa, em confronto válido pela segunda rodada do Grupo A8 da Série D. Artilheiro da competição com três gols, o meia Rafael Granja espera o apoio incondicional da torcida no duelo.
 
“Esse jogo na quarta-feira vai ser muito importante para a gente. Vai ser o primeiro dentro de casa e espero que o torcedor lote e nos motive ainda mais”, disse o jogador, em entrevista ao Bahia Notícias.
 
Granja ainda pediu atenção durante os 90 minutos e alertou para o perigo dos contra-ataques do adversário.
 
“A esperança é que a gente possa fazer uma grande partida. A gente não pode dar chance ao adversário, que é muito perigoso. Temos assistido lances deles e vimos que é um time muito rápido nos contra-ataques. Temos que ter atenção”, finalizou.
Fórmula 1: Raikkonen diz ‘que não se sente bem’ com o segundo lugar no GP de Mônaco
Foto: Divulgação / Ferrari
O piloto Kimi Rakkonen, da Ferrari, não ficou nada satisfeito com o segundo lugar no GP de Mônaco, disputado neste domingo (28). O finlandês largou na pole, mas foi superado por Sebatian Vettel, seu companheiro de escuderia, após entrar nos boxes na volta 34 para a troca de pneus. Com isso, Vettel seguiu na pista e deu duas voltas rápidas sem a presença de retardatários. Depois parou para trocar pneus e voltou à frente de Raikkonen.
 
 “Obviamente, ainda é o segundo lugar, mas eu não me sinto incrivelmente bem”, disse o piloto.
 
“Alguns dias são assim. Temos de pensar na próxima corrida e tentar fazer melhor. Foi um daqueles dias em que você gostaria de ter liderado mais”, emendou.

Os pilotos da Fórmula 1 voltam à pista em 11 de junho, quando acontecerá o GP do Canadá. 
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 16:30

Leco revela que São Paulo tem interesse em Calleri: 'Estamos no mercado'

por Estadão Conteúdo
Leco revela que São Paulo tem interesse em Calleri: 'Estamos no mercado'
Foto: Igor Amorim/ São Paulo
O São Paulo tem interesse em contratar Calleri novamente. O presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, admitiu que existe uma possibilidade de repatriar o jogador, mesmo que remota, caso os empresários que cuidam da carreira do atacante argentino, que atuou no tricolor em 2016, aceitem repassar ao clube por empréstimo.

"A única chance é se os detentores dos seus direitos econômicos, que investiram uma fortuna para tirá-lo do Boca e colocá-lo no mercado europeu e não deu certo, ainda, façam um novo empréstimo para nós. Isso sim, porque ele é um jogador que tem uma história importante no São Paulo e ama o clube. O sonho dele é voltar a jogar aqui", afirmou.

Leco sabe que a tendência é que seus empresários tentem colocá-lo em alguma equipe europeia, pois a intenção é vendê-lo e recuperar o dinheiro investido no artilheiro. Caso as opções não apareçam, o São Paulo estaria disposto a receber o jogador para tentar ser vitrine de Calleri para o mundo.

O atacante virá ao Brasil e vai reencontrar seus amigos no São Paulo. "Como ele está de férias, vem para cá na semana que vem e vai visitar o CT. Já mandou o recado, mas não tem nada marcado comigo nem nada marcado em termos de negociação. A única hipótese é essa do empréstimo. Investimento não temos como fazer", comentou o dirigente.


Leco esteve no Morumbi e vibrou com a vitória do São Paulo sobre o Palmeiras por 2 a 0. "Foi um resultado que lava a alma. Gostei muito do Marcinho, o Rogério montou muito bem o time", comentou, lembrando que a diretoria está de olho nas possibilidades de reforçar o time. "O São Paulo está no mercado."

Muitos nomes são especulados no clube. Leco disse desconhecer Soteldo, do Huachipato. Também afirmou que a conversa com o volante Fernando Bob está adiantada e que o clube teve interesse no zagueiro Luiz Otávio, mas o negócio é inviável.

"O Luiz Otávio seria bom, mas não tem como tirar de lá. Ele está emprestado para Chapecoense até 31 de dezembro com uma cláusula de contratação de R$ 1,5 milhão", disse.

Série D: Goleiro da Juazeirense valoriza empate com o Sousa-PB e já foca no Central-PE
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
A Juazeirense empatou em 0 a 0 com o Sousa-PB, no último sábado (27), no Estádio Adauto Moraes, pela segunda rodada do Grupo  A7 da Série D. O goleiro Tigre reconheceu que o resultado não era o esperado, mas acabou valorizando.

“O resultado deixa um pouco frustrado, mas nessa competição o importante é não perder, mesmo fora ou dentro de casa. Empatamos e tenho certeza que estamos no caminho certo. Pontuar é importante”, disse o goleiro, em entrevista ao Bahia Noticias.

O camisa 1 do Cancão de Fogo ainda falou das dificuldades encontradas na partida.

“O jogo de ontem foi muito pegado. As duas equipes se estudaram bastante. O Sousa veio com uma proposta de explorar os contra-ataques. O professor [Carlos Rabello] fez um trabalho de posicionamento durante a semana para que a gente anulasse isso. Conseguimos, apesar de algumas vezes eles chegarem com perigo. Conseguimos manter o propósito da defesa que não tomar gol, mas em compensação não fizemos”, afirmou.

A Juazeirense volta a campo no próximo domingo (4) para enfrentar o Central-PE, às 16h, no estádio Lacerdão, em Caruaru. E Tigre espera voltar com os três pontos na bagagem.

“Já estamos pensando no Central. Vamos trabalhar forte e tentar conseguir os três pontos. Claro que vai ser difícil e a gente respeita o time deles, mas temos que ir com o pensamento de tentar a vitória”, finalizou.

Com quatro pontos, a Juazeirense ocupa a segunda colocação no Grupo A7, mesma pontuação do líder Sousa-PB. Porém, o time paraibano leva vantagem no saldo de gols.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 14:30

Wilson celebra triunfo e vê Coritiba no ‘caminho certo’

por Glauber Guerra
Wilson celebra triunfo e vê Coritiba no ‘caminho certo’
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O Coritiba venceu o Vitória por 1 a 0, no último sábado (27), na Arena Fonte Nova. O goleiro Wilson comemorou o resultado e vê a sua equipe no “caminho certo”

“Estamos no caminho certo. Foi uma vitória muito importante, principalmente por ser fora de casa. Eu já joguei aqui no Vitória e sei como é difícil jogar tanto aqui na Fonte Nova como no Barradão.  A gente conseguiu fazer uma boa partida e neutralizamos o adversário.  Vamos continuar trabalhando”, disse o arqueiro, em entrevista ao Bahia Notícias.

Na próxima rodada, o Coxa tem o arquirrival Atlético-PR pela frente. O duelo está marcado para sábado (3), às 16h, no Couto Pereira. Wilson falou das expectativas para o clássico.

“Campeonato Brasileiro é assim mesmo. Só tem jogo difícil. Teremos um clássico. É descansar e trabalhar forte durante a semana”, finalizou.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 14:15

Internacional confirma demissão de Antônio Carlos Zago

por Estadão Conteúdo
Internacional confirma demissão de Antônio Carlos Zago
Foto: Divulgação/ Internacional
O Internacional confirmou na tarde deste domingo a demissão do técnico Antônio Carlos Zago. Por meio de nota publicada no site oficial, o clube ainda informou que também saem o preparador físico Carlos Pacheco e o auxiliar técnico Galeano.

A saída do treinador aconteceu no dia seguinte à derrota para o Paysandu por 1 a 0, fora de casa, em duelo válido pela terceira rodada da Série B. Mas Zago já balançava no cargo desde o vice-campeonato gaúcho, após derrota nos pênaltis para o Novo Hamburgo, na decisão, em 7 de maio.

Zago deixa o Internacional após 30 jogos, com 14 vitórias, 10 empates e seis derrotas, aproveitamento de 57,77%. A diretoria agora corre atrás de um técnico experiente para reconduzir o time colorado de volta à elite do futebol nacional. Marcelo Oliveira, Levir Culpi e Guto Ferreira estão na mira do clube.

Em meio à turbulência nos bastidores, o Internacional agora se concentra para um duelo decisivo na próxima quarta-feira pela Copa do Brasil. Depois de perder o jogo de ida das oitavas de final por 1 a 0, em São Paulo, o time colorado encara o Palmeiras, às 21h45, no estádio do Beira-Rio.

Domingo, 28 de Maio de 2017 - 13:30

Alan Costa sai em defesa de Petkovic: 'Está fazendo um trabalho para ajudar'

por Glauber Guerra
Alan Costa sai em defesa de Petkovic: 'Está fazendo um trabalho para ajudar'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O técnico Petkovic, do Vitória, deixou a Arena Fonte Nova debaixo de vaias, após o revés por 1 a 0 para o Coritiba, no último sábado (27). O zagueiro Alan Costa saiu em defesa do treinador e pediu paciência.

“Pet está fazendo um trabalho para ajudar. Está se adaptando”, disse o defensor, em entrevista coletiva.

Agora, o Vitória terá uma sequência de dois jogos fora de casa. O primeiro é contra o Fluminense, sábado (3), às 21h, no Maracanã. O outro é diante do São Paulo, quinta-feira (8), às 19h30, no Morumbi.

O time Rubro-negro se reapresenta na tarde desta segunda-feira (29). A equipe comandada por Pet tem apenas um ponto e ocupa a 17ª posição.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 13:25

Atlético-MG leva virada em dois minutos, mas busca empate contra a Ponte Preta

por Estadão Conteúdo
Atlético-MG leva virada em dois minutos, mas busca empate contra a Ponte Preta
Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG
O Atlético Mineiro continua sem ganhar no Campeonato Brasileiro. Mesmo com o apoio de sua torcida não foi além do empate, por 2 a 2, com a Ponte Preta, neste sábado, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pela terceira rodada.

O jogo foi de alternativas. Robinho abriu o placar no primeiro tempo, mas a Ponte Preta virou em dois minutos na etapa final, com dois gols de Lucca, obrigando o Atlético correr atrás do empate com Rafael Moura.

Com o resultado, o time mineiro soma apenas dois pontos, em 15.º lugar, enquanto que o time paulista está mais bem colocado, com quatro pontos, em sétimo. O Atlético-MG agora volta às atenções para a Copa do Brasil. Depois de perder o jogo de ida das oitavas de final para o Paraná por 3 a 2, a equipe alvinegra tentará reverter o placar na quarta-feira, no Independência.

O JOGO - O Atlético começou o jogo pressionando a Ponte Preta. Logo aos oito minutos, Cazares cruzou na medida para Fred, que desviou para grande defesa de Aranha. O clube campineiro optou por uma marcação pressão e pouco deixou os atacantes adversários ameaçarem.

Mas quando conseguiu furar o bloqueio do visitante, o Atlético chegou ao gol. Aos 35 minutos, Cazares acionou Marcos Rocha pela direita. O lateral avançou e rolou para Robinho só empurrar para o fundo das redes.

O time mineiro voltou para o segundo tempo apático, sofreu um 'apagão' e viu a Ponte Preta marcar em duas oportunidades. Logo aos dois minutos, Lins puxou o contra ataque e tocou para Wendel. O volante cruzou na medida para Lucca, que deu um carrinho para conseguir deixar tudo igual.

Dois minutos depois, Léo Artur deu belo passe de letra para Lins. Dentro da área, o atacante rolou para Lucca fazer o seu segundo gol na partida. Atrás do placar, Roger Machado se viu obrigado a colocar o time para cima, mas encontrou uma Ponte bem postada defensivamente.

Foi aí que Roger Machado colocou Rafael Moura em campo, e o atacante foi decisivo no empate atleticano. Após cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área campineira. O centroavante apareceu e cabeceou para as redes aos 34 minutos.

Os últimos minutos foram emocionantes com chances claras para os dois lados. O placar não mudou e a torcida, de quase 20 mil pessoas, vaiou no final.

Na próxima rodada, o Atlético Mineiro visita o Palmeiras no domingo, às 16h, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). No mesmo dia e horário, a Ponte Preta recebe o São Paulo no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 12:30

Tiago Real analisa triunfo sobre o Vitória: 'Um resultado muito importante'

por Glauber Guerra
Tiago Real analisa triunfo sobre o Vitória: 'Um resultado muito importante'
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
Ex-atleta do Vitória, Tiago Real reencontrou sua antiga equipe no último sábado (27), na Arena Fonte Nova, e seu deu bem. O Coxa venceu por 1 a 0 e conseguiu o segundo triunfo no Campeonato Brasileiro. Autor do passe do gol marcado por Rildo, Tiago Real expressou sua felicidade pelo resultado positivo.

“Entrei no segundo tempo e pude ajudar o time. Estou muito feliz com o resultado. Foi muito importante a gente ter somado esses três pontos. A gente fez uma partida equilibrada e até morna em alguns momentos, mas na hora certa conseguimos fazer o gol e conquistar esse resultado”, disse Tiago Real, em entrevista ao Bahia Notícias.

O jogador ainda revelou que irá ficar até segunda-feira (29) em Salvador.

“Gosto muito de Salvador. Gosto tanto que vou ficar aqui até segunda-feira para passear um pouco com a minha família”, finalizou.

Tiago Real se apresenta na tarde desta segunda (29) ao Coritiba para iniciar sua preparação contra o Atlético-PR, sábado (3), às 16h, no Couto Pereira.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 11:30

Vettel supera Raikkonen nos boxes, vence em Mônaco e abre vantagem no Mundial

por Estadão Conteúdo
Vettel supera Raikkonen nos boxes, vence em Mônaco e abre vantagem no Mundial
Foto: Divulgação / Ferrari
Em uma prova sem grandes emoções, o alemão Sebastian Vettel venceu neste domingo o GP de Mônaco e aumentou a vantagem na liderança do Mundial de Pilotos. Seu companheiro de Ferrari, Kimi Raikkonen, terminou na segunda colocação e o australiano Daniel Ricciardo fechou o pódio.

A etapa disputada nas estreitas ruas de Montecarlo aconteceu do jeito que a Ferrari esperava. Depois de garantir a dobradinha no classificatório, a escuderia não levou nenhum susto durante as 78 voltas da corrida e conseguiu encerrar um jejum de vitórias que vinha desde 2001, quando Michael Schumacher subiu no degrau mais alto do pódio.

Muito dessa tranquilidade aconteceu devido à péssima posição no grid do inglês Lewis Hamilton, que largou em 13º. O piloto da Mercedes optou por uma prova comedida, sem se arriscar muito. Na largada, ganhou apenas uma posição e foi evoluindo aos poucos durante a prova. Terminou em sétimo e conseguiu pontuar.

A prova também não possibilitou nenhuma estratégia mais arrojada. Os carros largaram com pneus ultramacios e, como o desgaste era mínimo, a maioria fez apenas uma parada. Foi quando Vettel conseguiu pular para a primeira colocação.

A Ferrari optou por mandar primeiro Raikkonen para os boxes na volta 34. Vettel seguiu nas pistas e deu duas voltas rápidas sem a presença de retardatários. Depois parou para trocar pneus e voltou à frente do companheiro de equipe. Um alívio para a escuderia, que não precisou solicitar a ultrapassagem via rádio.

O brasileiro Felipe Massa seguiu durante toda a prova no pelotão de trás, mas conseguiu um resultado surpreendente. Depois de largar em 14º, ganhou algumas posições devido aos acidentes na reta final da corrida e terminou em nono lugar.

Com a terceira vitória na temporada, a 45ª na carreira, Vettel foi a 129 pontos na classificação, 25 à frente de Hamilton, o segundo colocado. Os pilotos da Fórmula 1 voltam à pista em 11 de junho, quando acontecerá o GP do Canadá.

A CORRIDA - Durante a volta de apresentação, curiosamente, o espanhol Fernando Alonso, direto de Indianápolis, conversou por rádio com Jensen Button, seu substituto em Montecarlo. O titular da McLaren desejou boa sorte, enquanto se preparava para a disputa das 500 milhas da Fórmula Indy.

Mas Button não tinha muito o que fazer. Apesar de ter feito o nono melhor tempo no classificatório, largou em último devido uma punição por conta de mudanças nas unidades de potência do carro. Bateu em Wehrlein na volta 60 e abandonou a prova.

A largada aconteceu sem incidentes e as posições iniciais foram mantidas. Os três primeiros colocados, Raikkonen, Vettel e Bottas, mantiveram suas posições até as paradas nos boxes, lá pela 34ª volta.

Na parte intermediária, o alemão Nico Hulkenberg teve problema de câmbio e precisou abandonar. O mexicano Sergio Pérez, que era 7º colocado, danificou o bico do carro ao raspar no muro e foi o único que precisou antecipar o pit stop.

Todos os carros mantinham uma prova bastante comedida. Ninguém ousava uma ultrapassagem mais arriscada. As Ferraris ditavam o ritmo e abriam uma distância segura em relação aos outros carros.

Após as paradas nos boxes, Vettel saltou para a primeira colocação e Ricciardo subiu para a terceira posição no lugar de Bottas. Enquanto isso, Hamilton voava baixo e ganhava posições. Os pneus estavam bem mais aderentes do que nos treinos.

As bandeiras amarelas ficaram para a parte final da corrida e não envolveram os líderes da prova. A primeira aconteceu na volta 60 devido ao acidente do alemão Pascal Wehrlein, que vinha na penúltima colocação, e foi tocado por Jenson Button. Na sequência, o sueco Marcus Ericsson bateu sozinho e também abandonou. Por fim, o belga Vandoorne errou na curva 1 e também deixou a corrida.

No pelotão da frente, nenhuma alteração. Vettel recebeu a bandeirada na frente, seguido por Raikkonen, com Ricciardo em terceiro lugar. Bottas ficou em quarto, à frente de Verstappen. Hamilton foi o sétimo, com Grosjean em oitavo. Massa terminou em nono e Magnussen fechou a lista dos dez primeiros colocados.

Confira a classificação final do GP de Mônaco:

1º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 78 Voltas em 1h44min44s

2º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 3s145

3º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 3s745

4º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 5s517

5º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 6s199

6º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), a 12s038

7º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 15s801

8º - Romain Grosjean (FRA/Haas), a 18s150

9º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 19s445

10º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 21s443

11º - Jolyon Palmer (ING/Renault), a 22s737

12º - Esteban Ocon (FRA/Force India), a 23s725

13º - Sergio Pérez (MEX/Force India), a 39s089

Não completaram a prova:

Lance Stroll (CAN/Williams)

Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)

Marcus Ericsson (SUE/Sauber)

Jenson Button (ING/Mclaren)

Pascal Wehrlein (ALE/Sauber)

Nico Hülkenberg (ALE/Renault)

Técnico do Coritiba exalta time após triunfo sobre o Vitória: 'Todos se superaram'
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O técnico Pachequinho, do Coritiba, fez questão de exaltar sua equipe após o triunfo por 1 a 0 sobre o Vitória, no último sábado (27), na Arena Fonte Nova, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

“Tem que dar os parabéns aos atletas pela disposição, porque conseguiram uma vitória na casa do adversário, todos se superaram e procuraram se empenhar ao máximo. É dessa forma que vamos construir um Coritiba forte para o Campeonato Brasileiro”, afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Pachequinho falou da importância do resultado positivo e destacou o comportamento da equipe durante o segundo tempo.

“Resultado importante, né. Uma vitória fora de casa, principalmente na véspera de um clássico. A maneira como atuamos no segundo tempo fortalece muito mais o que temos de convicção da equipe, fora ou dentro de casa. Nosso comportamento foi sempre atacar e jogar, e sem a bola termos inteligência para marcar o adversário”, finalizou.

Com o resultado, o Coritiba chegou aos seis pontos e ocupa provisoriamente a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe volta a campo no próximo sábado (3), contra o arquirrival Atlético-PR, às 16h, no Couto Pereira.
Autor do gol da vitória sobre o Fluminense, Nenê agradece carinho da torcida
Foto: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
O Vasco venceu o Fluminense por 3 a 2, no último sábado (27), em São Januário, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos destaques do jogo foi o meia Nenê. Ele saiu do banco de reservas e marcou o gol que garantiu o triunfo do Gigante da Colina. Após o apito final, o atleta foi ovacionado pela torcida.

“Não tem preço esse carinho que eles têm por mim. Não tem felicidade maior do que entrar nesse jogo difícil e garantir a vitória. Estou muito feliz. Continuei firme, fazendo meu trabalho... Agradeci a Deus após o gol”, disse o jogador, em entrevista à Rádio Globo.

Com o resultado, o Vasco chegou ao seu segundo triunfo consecutivo no Campeonato Brasileiro e agora tem seis pontos.

O time comandando pelo técnico Milton Mendes volta a campo no próximo domingo (4) para encarar o Grêmio, às 16h, em Porto Alegre (RS).
Farias nega bate-boca com Petkovic, mas revela insatisfação por ter sido substituído
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O volante Willian Farias, do Vitória, deu lugar a Rafaelson aos 33 minutos do segundo tempo, no revés por 1 a 0 para o Coritiba, no último sábado (27), na Arena Fonte Nova. Após o jogo, o atleta revelou insatisfação pela substituição. “Encaro com naturalidade. Sou funcionário e cumpro ordens. A plaquinha subiu lá e como eu vou falar que não vou sair? Tenho que cumprir ordens”, disse o jogador, em entrevista ao Bahia Notícias.  Em um primeiro momento, Farias disse que não tinha pedido para sair. Porém, após deixar o vestiário o jogador deu outra versão. “Eu pedi para sair aos 20 minutos e na saída do jogo eu dei entrevista e falei que foi por opção, pois quando você pede para sair, é substituído logo. Aí como vi que não seria substituído, disse que iria jogar na raça. Por isso que na entrevista eu disse que pedi para não sair”, afirmou. Depois da substituição foi possível ver uma discussão entre Petkovic e Willian Farias. No entanto, o jogador garantiu que não teve bate-boca. “Não teve discussão com o treinador. Eu estava discutindo situação de jogo com Cleiton Xavier e Paulinho e aí ele me perguntou se estava tudo bem. Aí eu disse que sim e que estava falando sobre o jogo”, justificou. Por fim, Farias reconheceu que discussão é normal em vestiário. “Não é o momento de picuinha. Vestiário é discussão. Aqui é ninguém fala por favor ou obrigado. Principalmente quando perde tem briga e discussão. As pessoas por não terem vivido isso acabaram não entendendo e interpretando de outra maneira”, finalizou. O Vitória tem um ponto e ocupa a 17ª posição. O próximo duelo é contra o Fluminense, sábado (3), no Maracanã, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.
Domingo, 28 de Maio de 2017 - 00:24

Veja o gol de Vitória 0 X 1 Coritiba

Sábado, 27 de Maio de 2017 - 23:47

Após revés, Petkovic minimiza vaias: 'Estou vacinado'

por Leandro Aragão
Após revés, Petkovic minimiza vaias: 'Estou vacinado'
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O técnico Petkovic ouviu vaias pela primeira vez como treinador do Vitória. O Leão foi derrotado por 1 a 0 para o Coritiba, neste sábado (27), na Arena Fonte Nova. Durante a entrevista coletiva, o comandante minimizou dizendo que já passou por isso durante a carreira de jogador.

"Eu já fui vaiado quando fui jogador muitas e muitas vezes. Estou vacinado. A torcida reage assim sempre. Quando o time ganha e você faz uma coisa boa, você é ovacionado e idolatrado. Quando você perde, você é vaiado. É normal. Isso foi durante a minha carreira profissional por 23 anos, como jogador de futebol e, há três anos, como técnico", minimizou. 

Ele explicou o motivo da substituição resultou nas vaias da torcida.

"Não sei exatamente o tempo antes, mas o Willian Farias pediu para sair. Ele acenou para mim e eu falei com o Fred que segurasse e saísse Willian Farias. Willian entrou jogo já sentindo um pouco e quis ir pro jogo. Depois quando tomamos o gol e sabendo da situação de Willian, sentindo um pouco a perna direita um pouco pesada e (mais) o desgaste, então decidi botar mais um atacante para a gente tentar com Correia postado e Pisculichi. Jogando praticamente 4-4-2 e Pisculichi saindo um pouco mais para frente. Por isso que Willian foi tirado", explicou.

O próximo desafio do Vitória será sábado (3), contra o Fluminense, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã.
'Vamos buscar esses seis pontos fora de casa', diz Uillian Correia após derrota na Fonte Nova
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O volante Uillian Correia lamentou a derrota do Vitória para o Coritiba, por 1 a 0, neste sábado (27), na Arena Fonte Nova. O jogador disse que o Leão vai tentar buscar esses pontos perdidos em casa, longe dos seus domínios.

"Perdemos seis pontos dentro de casa, agora vamos buscar esses seis potnos fora de casa. É difícil, mas se as duas equipes vieram aqui e ganharam da gente, temos total condições de fazer isso também", afirmou em entrevista à Rádio Metrópole.

O próximo compromisso do rubro-negro será contra o Fluminense, no próximo sábado (3), no Estádio do Maracanã. Na sequência, o time comandado pelo técnico Petkovic vai pegar o São Paulo, quinta-feira (8), no Morumbi.
Sábado, 27 de Maio de 2017 - 22:53

Coritiba surpreende e bate o Vitória na Arena Fonte Nova

por Leandro Aragão
Coritiba surpreende e bate o Vitória na Arena Fonte Nova
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O Vitória foi surpreendido e perdeu para o Coritiba no Campeonato Brasileiro. Com um golaço de letra de Rildo aos 26 minutos, o Coxa bateu o Leão por 1 a 0, neste sábado (27), na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela terceira rodada do campeonato. Com isso, o rubro-negro mantém a série negativa de seis jogos sem vencer. É a segunda derrota consecutiva da equipe comandada pelo técnico Petkovic.

O Vitória segue com apenas um ponto na tabela de classificação do Brasileirão, ocupando momentanemente a perigosa 17ª colocação. O próximo compromisso do Leão será contra o Fluminense, pela quarta rodada do Brasileirão. O Leão visita o clube carioca sábado (3), às 21h, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Já o Coritiba, fará o clássico com o Atlético-PR, no mesmo dia, mas às 16h, no Estádio do Couto Pereira.

O JOGO

O jogo começou com o Vitória adiantando a marcação e pressionando o Coritiba. Enquanto que o Coxa já mostrou à que veio, isto é, explorar os contra-ataques. Mas nenhum dois times conseguiu levar perigo às traves dos goleiros Fernando Miguel e Wilson.

As primeiras boas chances foram do Coritiba aos 32 minutos. Henrique Almeida recebeu, invadiu a grande área e chutou forte, mas a bola bateu na trave. No minutos seguinte, Fernando Miguel foi obrigado a salvar o Leão ao defender a cabeçada de Henrique Almeida, aproveitando cruzamento de William Matheus. No minuto 36, Neto Berola passou por Leandro Salino pela esquerda, já na grande área e cruzou para trás. Kleber chutou, mas ela explodiu no marcador.

O primeiro bom chute do Vitória saiu aos 38 com Fred. Ele soltou a bomba de fora da área e Wilson encaixou. Dois minutos depois, David também fez o mesmo, mas a bola passou longe da meta do Coxa. O árbitro encerrou o sonolento primeiro tempo com um minuto de acréscimo.

Segundo Tempo

Enquanto que Petkovic manteve o mesmo time do primeiro tempo, o Pachequinho fez uma mudaça no Coxa. Tomas Bastos ficou no vestiário e Jonas entrou no seu lugar. Aos seis minutos, o árbitro marcou um recuo de bola contra o Vitória. Fernando Miguel fez a defesa em dois tempos, mas Alan Costa deu um toque de leve instintivamente para o goleiro. Depois de dois minutos de discussão, Henrique Almeida cobrou e Fernando Miguel defendeu. No rebote, o arqueiro rubro-negro fez uma sequência de três defesas.

O Vitória respondeu com Kieza aos 14 minutos. Depois de uma confusão na entrada da área do Coritiba, a bola sobrou para o atacante rubro-negro, próximo a marca do pênalti, mas a bola subiu e passou longe do gol de Wilson. K9 teve outra chance seis minutos depois. Ele recebeu de David, girou e chutou, mas a bola foi para fora. Aos 25 minutos, em jogada de cobrança de latera, David aproveitou, mas bateu pra fora.

Golaço de letra de Rildo

Ex-jogador do Vitória, Rildo fez um golaço de letra, dentro da pequena área, aproveitando passe de Matheus Galdezani. A defesa rubro-negra cochilou no lance.

Torcida perde a paciência

A torcida do Leão perdeu a paciência com Petkovic e chamou o treinador de burro quando sacou William Farias do jogo e colocou Rafaelson, aos 33 minutos.

FICHA TÉCNICA
Vitória 0x1 Coritiba
Campeonato Brasileiro – 3ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 27/05/2017
Horário: 21h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Herman Brunel Van (SP)
Cartões amarelos: Paulinho, Ullian Correia, Fred (Vitória) / Tomas Bastos, Jonas, Tiago Real (Coritiba) 
Gols: Rildo (Coritiba)

Vitória: Fernando Miguel; Leandro Salino, Fred, Alan Costa e Geferson; Willian Farias (Rafaelson), Uillian Correia e Cleiton Xavier (Pisculichi); Paulinho (Pineda), David e Kieza. Técnico: Petkovic.
Coritiba: Wilson; Dodô, Márcio, Werley e William Matheus; Alan Santos (Tiago Real), Matheus Galdezani e Tomas Bastos (Jonas); Neto Berola (Rildo), Henrique Almeida e Kleber. Técnico: Pachequinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário