quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

SALVADOR A PEROLA BARROCA DAS AMÉRICAS -SUA LINDA HISTÓRIA


Também na  Praça da  Sé  se  encontram  no seu subsolo ruínas   parte dos  alicerces  do antigo  Colégio dos Jesuítas que aportaram em salvador na  Comitiva  de Tomé  de Souza,  Primeiro Governador Geral do Brasil
Chiquitinha Maravilha (Gamaliel Chagas), poeta matense no local histórico, abençoado pelos  Deuses  de  todas as  etnias humanitárias! Homenageando humildemente, a  Cidade de Salvador  com fotografias, legendas e a  poesia descritiva resumida  da   incomensurável  historiografia  baiana, brasileira  e   universal da  Cidade  de Salvador, orgulho maior  da  Nação Brasileira!.



SALVADOR, A PEROLA BARROCA DAS  AMÉRICAS!
Chiquitinha  Maravilha

A  cidade está amanhecendo,  os  sinos  repicando, um  dia  louvador!
O  sol  com  seus  raios,  iluminando  a  sua  gente alegre, sábia e  gentil
Dessa  cidade barroca  linda,  folclórica!  Tu  é s  a  majestosa  Salvador
Cidade  de passado  glorioso! Orgulho da Bahia e da  pátria amada Brasil

Vinte  nove de  março  mil  quinhentos  quarenta  e  nove a fundação
Da  cidade  de  Salvador,  a  data  histórica!  Dia  de  comemoração
Feriado  municipal,  com  queima  de  fogos  e  missa  ao  amanhecer...
Os  soteropolitanos  saem  as  ruas, felizes,  festejando  até  o  anoitecer!

                 Da  eterna  Baía  de  Todos  os  Santos,  berço,  portal  de  Salvador
Aí  desembarcou  Tomé  de  Souza  e   da  cidade  foi o  seu  fundador
Por  duzentos  e  quatorze  anos  sediamos  com  orgulho  e  esplendor
O estatus de  primeira  capital  do  Brasil,  durante o período colonizador

                 Vinte e  cinco  de  fevereiro,  mil  quinhentos e cinquenta e  um, foi  criado
Na  cidade  de Salvador  a  pedido  do  rei  Dom  João  III,  o  primeiro  bispado
Do  Brasil!  Foi  nomeado  para  o nobre cargo,  o notável   Bacharel  em  teologia
O religioso Dom  Pedro  Fernandes Sardinha,  no  ano seguinte cargo  assumia.

Oh!  Que  cidade  hospitaleira  é  Salvador,  a  capital  da  Bahia!
Nesta  terra  boa  do  dendê,  do  gostoso  acarajé,  vatapá  e  caruru
Do  negro  afro,  do  berimbau,  da  capoeira  e  do  sábio  Caramurú
Em  Salvador  tudo  é nato,  espontâneo,  é  festas,  magias,  é  fantasia.

Salvador,  a  pérola  Barroca  das  Américas,  cidade  boa  de  viver
Tem  cidade  alta,  tem  cidade baixa!  Interligadas  pelas  ladeiras
Túnel,  viadutos,  metrô,  planos  inclinados  e  pelo  subir  e  descer
Do  Elevador  Lacerda,  conhecido  e admirado  pela  nação  inteira.

Salvador com  suas  ruas  estreitas, largas,  sinuosas  e lendárias
Foi  palco  de  lutas  pioneiras,  heroicas,  árduas  e  comoventes
Cujos sentimentos de  liberdades, triunfantes de sua brava gente
Enraizadas,  nas  suas  ideias  democráticas  e  as  partidárias...

Salvador  dos  cânticos  e dos  mistérios  da  Lagoa  de Abaeté
Da  beleza  das  areias brancas  e  onduladas  em  forma  de  balé
Do  virtuoso  contraste de sua  água  escura  e  muito  profunda
Cobrindo seu leito  lamacento e  muito  pegajoso  que  se  afunda...

                Oh! Salvador tu és  visitada, pelos turistas de várias  nacionalidades
Com  suas  belezas  inesquecíveis!  Do  antigo  e  das  modernidades..
Centro  histórico  Tombado!  Um  lindo  patrimônio  da  Humanidade
Pelourinho,  com seus  lindos casarões  coloniais,  o  orgulho  da  cidade!

Oh! Salvador a Cidade  da  música, teatro, pintura, museus,letras,  artes
Do  moderno Centro  Administrativo,  repleto de amplas  avenidas de vales
Dos Viadutos,  túneis, metrô,  marina,  ferrí,  parque  da  cidade, e aeroporto,
Artesanato  no famoso  Mercado  Modelo,  o  quebra-mar lá do  cais do porto!

Salvador,  uma Cidade  marítima!  Com  seu  extenso  litoral,  margeado
Ao  oeste,  pelas  águas  da eterna Baía  de  Todos  os  Santos de  um  lado
E  com  as  águas azul anil  do  Oceano  Atlântico  do  outro  lado,  banhando
Sua  costa  leste com   suas famosas  praias  e lindos coqueirais,  desabrochando!

SALVADOR DAS  FESTAS, PRAIAS, FORTES E FORTALEZAS.....

Salvador,  com  suas  inúmeras  festas  populares  e  tradicionais
As  festas  da  Conceição  da  Praia  e  Bom  Jesus  dos  Navegantes
Bonfim,  Ribeira,  Iemanjá,  Itapuã,  carnaval!  E  outras  mais
E  que  são  festejadas!  Com  muita  fé  e  alegrias  contagiantes.

Salvador,  com  os  seus  dois  faróis  famosos,  Sentinelas  do  mar!
Farol  da  Barra,  Farol  de  Itapuã,  emitindo  luzes  a  iluminar
Águas  da  Baía  de  Todos  os  Santos!  E  as  do  Oceano  Atlântico
Guiando  rotas  de  pequenos  navios!  E  grandes  transatlânticos.

Salvador,  uma  cidade  de  praias  exuberantes!  Lindas  e  famosas
Ribeira,  Penha,  Bogarí,  Boa  Viagem,  praias  da  Barra,  Ondina
Rio  Vermelho,  Pituba,  Armação,  Artistas,  Piatã  e  Amaralina
Praias  de  Itapuã,  do  Flamengo  e  outras  praias  maravilhosas.

Oh!  Salvador  com  seus  monumentos,  estátuas  e  fortalezas
Simbolizando  o  seu  passado  histórico,  repleto  de  grandezas
Completando  o  seu  acervo  cultural  e  preservando  a  memória
Da  Bahia  e  do  Brasil,  unidos no  seu  passado,  na  sua  história!

Oh!  Tu és  Salvador  das  águas  do  Dique do  Tororó,  embelezado
Pelas  estátuas  dos  Orixás  Africanos,  adorados  e  idolatrados
Simbolizando,  seu  sincretismo  religioso  do  presente,  passado
De  um  povo  que  já  foi  preso  e  escravizados!  Hoje  libertados.

Praias  de  Itapuã!  Com  seus  coqueirais  poéticos  a  balançar
Espalhados  simetricamente  ao  longo  do  mar  e  perto  do  farol
Itapuã  de  praias  belas!  Onde  se  pesca  com  as  redes  e  anzol
Do  banho  gostoso  de  mar,  do  culto  e  das  oferendas  a  Iemanjá.

PRIMEIROS  MESTRES,  PRIMEIRAS  EDIFICAÇÕES

Foi  planejado  por  El  Rei  Dom  João  III,  a  planta  da  fundação
Da   cidade  fortaleza  de  Salvador! Que  tinha  essa  formatação
Duas  praças  ao  largo,  com  três  ruas  compridas, longitudinal
E  mais  duas  ruas  menores,  projetadas  no  sentido  transversal

Três  mestres  de  obras,  foram  contratados  pelo  Rei  de  Portugal
Para  construir  Salvador,  o  Miguel  Martins  no  fabrico  do  cal
Mestre  Luiz  Dias,  Hábil  construtor,  era  o  chefe,  o  engenheiro
Que  comandava  as  obras  e  Diogo  Peres,  era  o  mestre  Pedreiro

Construiu-se  muros!  Edificou-se  casas  de  repartições  pública
Palácio  do  Governador,  serviu  a  colônia,  Império  e  república
Igreja  da  ajuda,  a  primeira  feita  de  taipa  e  coberta  de  palha
A  casa  da  Câmara!  Símbolo  do  povo,  onde  os  Edis  trabalha

Erguida  a  primeira  Casa  da  Alfândega  ela  ficava  localizada
Na  atual  Praça  Municipal,  em  frente  à  Casa  dos  Governadores
Funcionou  aí,  quase  cento  e  cinquenta  anos  e  foi  recolocada
Para  a  Cidade  Baixa,  perto  do  Porto  e  de navios  navegadores.

A  nova  Alfândega  era  linda,  espaçosa  sendo  mais  estruturada
Localizada  na  rua  do  mesmo  nome,  sendo  construída,  edificada.
Em  mil  seiscentos  e  noventa  e  oito!  No  governo  de  Dom  João
De  Lencastro  e  teve  ajuda  do  comércio,  durante  sua  construção.

O  espanhol  Felipe  Guilhem,  era  químico  e  boticário,  sucedeu
O  mestre  de  obras  Luiz  Dias!  Guilhem  construiu  as  ladeiras
Da  Misericórdia,  da  Conceição  da  Praia  e do  Pau  da  Bandeira
Elas  tinham  rampas  e  degraus!  A  cidade  expandiu-se e cresceu...

O  Mestre  Luiz  Dias,  recebia  pelos  seus  serviços  anualmente
Setenta  e  dois  mil  réis,  já  o  mestre  Miguel  Martins,  ganhava
Cinquenta  e  dois  mil!  Enquanto  o mestre  Diogo  Peres,  faturava
Trinta  e  seis  mil réis,  todos  eles  eram  mestres  hábil,  experientes.

Felipe  Guilem,  o  espanhol!  Substituto  de  Luiz  Dias,  recebia
Cinquenta  mil  réis  anuais,  também  outras  atividades  exercia
Ele  era  mineiro,   geólogo,  juiz e também legista! Outros  oficiais
Foram  recrutados  na  galiza, nas  ilhas  canárias  e outros  locais.

PRIMITIVAS  IGREJAS  DE  SALVADOR

Salvador,  cidade  abençoada,  berço  de  todas  as  religiosidades
Com  as  suas  inúmeras  igrejas,  diversos  templos  e  irmandades
Onde  todos  têm  seu  espaço  e  pregam  suas  doutrinas,  baseada
Nos  ensinamentos  e  fundamentos!  No  livro  da  Bíblia  Sagrada!

Axé!  Abençoadas  igrejas  de  Salvador,  lindas  joias  seculares
Repletas  de  imagens  Sacras,  num  valioso  e  histórico  tesouro
Completadas  pelo  estilo  nobre  e  harmonioso  de  seus  altares
Ornamentadas  por  jacarandás,  perobas,  pinho,  prata  e  ouro.

Em  Salvador,  no  ano  de  mil  quinhentos  e  trinta,  foi  erguida
A  primitiva  igreja  da  Graça!  Sendo  a  primeira  igreja  construída
Nessa  igreja  Afonso  Rodrigues  e  Madalena  Alves  aí  se  casou
Ano  de  mil  quinhentos  trinta  e  quatro!  Este  fato  se  registrou.

Salvador  e  suas  igrejas,  retratando  a  sua  história  colonial
Igreja  da  ajuda,  erguida  por  Tomé  de  Souza,  já  foi  catedral
Igreja  de  São  Francisco,  com  seus  alteres  e  capelas  douradas
A  Basílica  da  Sé,  Piedade,  Bonfim  e  outras  igrejas  edificadas.

Oh!  Igrejas  de  Salvador,  retratando  a  sua  história  colonial
Igreja  da  Ajuda,  erguida  por  Tomé  de  Souza!  Já  foi  Catedral
A  primitiva  igreja,  feita  de  taipa  e  palha,  mudou  de  local
Após  ser  demolida!  Foi  construída  por  Seabra,  a  igreja  atual

Inaugurada  em  mil  novecentos  e  vinte  e  três!  No  Centenário
Da  Independência  da  Bahia,  este  glorioso  templo  doutrinário
Com  a  sua  majestosa  arquitetura,  romana  bizantina  sem  iguais
Com  sua  fachada  de  portas  ornamentadas,  belas,  monumentais!

Igreja  e  Convento  do  Carmo!  Edificada  num  local  denominado
De  Monte  Calvário,  onde  nesse  local  havia  uma  antiga  Capela
De  Nossa  Senhora  da  Piedade!  Era  uma  Capela  vietuosa  e  bela
Pertencente  a  Francisco  Calafate,  a  Ordem  carmelitas  foi  doado

Em  mil  quinhentos  e  oitenta  e  seis!  A  Ordem  dos  Carmelitas
Chegou  em  Salvador,  e  tempo  depois,  fundou  igreja  e  convento
O  General  Bagnuoli,  herói  de  inúmeras  batalhas  e  conquistas
Na  Capela  da  Igreja  do  Carmo,  aí  aconteceu  o  seu  sepultamento.

A  igreja  de  Santo  Antônio  Além  do  Carmo,  teve  sua  freguesia
Fundada  no  ano  mil  seiscentos  e  quarenta  e  sete!  Foi  criada
No  bispado  de  Dom  Pedro  da  Silva  Sampaio!  No  local  existia
Uma  Capelinha  antiga,  com  uma  imagem  bonita!  E  ornamentada.

Tu  és  Salvador!  o  Berço  da  cultura  e  da  educação  estudantil
Colégio  dos  jesuítas!  O  primeiro  Colégio  fundado  no  Brasil
No  ano  mil  quinhentos  e  quarenta  e  nove  pelo  padre  jesuíta
Manoel  da  Nóbrega!  Era  o  começo  da  educação  colonialista.

BALTASAR  DE  ARAGÃO  E  SUA  BANDA  MUSICAL

O  ricaço  Baltasar  de  Aragão,  fundou  uma  harmoniosa  Banda  Musical
Formada  por  trinta  escravos  negros!  De  sua  propriedade  e  dirigida
Por  um  francês  da  Província!  Essa  Banda  Musical  era  bem  regida
Tocando  suas  lindas  músicas,  dias  e  noites!  Nas  festas  da  capita

             Principalmente  no  belo  sobrado  de  Baltasar,  na  cidade  de  Salvador
Situada  na  rua  do  Bangala!  Tocava  com  notável  brilho  e  esplendor
Eram  as  famosas  e  tradicionais  festanças,  que  Baltasar  realizava
Na  sua  magnífica  fazenda  de  Iguape!  Quando  sua  Banda  executava

Seus  afinados  sons  musicais!  Sendo  essa  banda  musical  a  primeira
Que  foi  formada  na  Bahia  e  no  Brasil!  Provavelmente  a  formação
Dessa  Banda,  aconteceu  no  final  do  século  XVI  ou  na  iniciação
Do  século  XVII!  Essa  Banda  marcou,  o  início  da  Música  Brasileira

FUNDAÇÃO  DA  FACULDADE  DE  MEDICINA

Dezoito  de  fevereiro!  Ano  de  mil  oitocentos  e  oito,  acontecia
Em  Salvador, a  criação  da  primeira  Escola  Médica  de  Cirurgia
Foi  a  primeira  a  ser  fundada  no  Brasil!  E  ficava  localizada
No  prédio  do  antigo  Colégio  dos  Jesuítas!  Foi  transformada

Em  faculdade  de  Medicina!  Através  de  um  decreto  sancionado
No  dia  três  de  outubro,  do  ano  mil  oitocentos  e  trinta  e  dois
Durante  a  segunda  Regência  do  Império!  E  nove  meses  depois
O  Dr.  Lino  Coutinho!  Para  diretor  da  faculdade,  ele  foi  nomeado.


SALVADOR  NA  INDEPENDÊNCIA  DA  BAHIA

Participou  Salvador,  nas  lutas  pela  Independência  da  Bahia
Contra  ataques  dos  portugueses  aí  sediados,  que  nos  oprimia
Guimarães,  Labatut,  Cochrane,  Joaquim,  Caxias.. Eles  lideraram
Tropas  do Exército  Brasileiro,  e  contra tropas lusitanos  enfrentaram.

Dezenove  de  fevereiro,  mil  oitocentos  e  vinte  e  dois,  convento
Da  Lapa  em  Salvador,  soldados  lusitanos,  com  golpes  violentos
De  baionetas!  Matam  abadessa  Joana  Angélica  e  imediatamente,
A  coice  de  armas,  assassinam  o Capelão Daniel  Lisboa,  cruelmente!

Batalha  de  Pirajá,  combate  heroico!  Fato  inusitado  a  registrar
A  Legião  de  Osório,  com  a  vitória  quase  certa,  ia  logo  triunfar!
Barros  Facão,  ordena  ao  corneteiro  Luís  Lopes,  o  toque  de  retirar
O  Corneteiro  inverte!  Dá  o  toque  de  avançar,  Cavalaria  degolar!

Os  brasileiros  avançam!  Os  lusitanos  recuam,  vão  para  Cabrito
Vitória  brasileira!  O  corneteiro  Luís  Lopes  deixa  seu  nome  escrito
Na  história!  E  nesse  mesmo  dia, as tropas  de  Barros  Falcão  vencia
Tropas  lusitanas  na  batalha  de  Cabrito!  Com  garra  e  muita valentia !

Dois  de  julho!  Mil  oitocentos  e  vinte  e  três,  dia  de  muita  agitação
A  partir  das  quatro  horas  da  madrugada,  ouve-se  tiros  de  canhão
Disparados  lá  no  forte  Santo  Alberto  em  Salvador!  Era  o  sinal
Para  que  as  tropas  lusitanas,  embarcassem  nas  lanchas  nesse  local

Oitenta  e  seis  navios!  Ancorados  perto  do  forte  Santo  Alberto
Receberam  os  soldados  vindos  das  lanchas!  Além  de  comerciantes
E  de  vários  outros  lusitanos,  onde  todos  tinham um  destino  certo
Embarcaram  rapidamente!  Para  a  nação  portuguesa,  o  quanto  antes.

O  arcebispo  da  Bahia,  Fernando  da  Silva  Freire,  Vigário  e  Deão
Era  também,  o  membro  do  Governo  provisório  lusitano,  ele  partiu
Para  Lisboa  com  a  esquadra  de  Madeira  de  Melo,  temendo  repressão
Ameaçadoras e  das  Tropas  Brasileiras!  E  por  isso  o  arcebispo  fugiu

A  evacuação  lusitana  iniciou-se,  das  quatro  horas  da  madrugada
Até  as  duas  horas  da  tarde!  Quando  as  naus  partiram  carregadas
Com  muita  gente  e  objetos  valiosos!  Além  de  vários  documentos
Embarcou  Madeira  de  Melo,  para  Lisboa!  Na  fragata  Constituição

 Com a  partida  da  caravana  náutica  lusitana!  Estava  emancipada
Salvador  e  a  Bahia!  Tudo  eram  só  alegrias  e  festas  o  dia  inteiro!
Cochrane  nesse  mesmo  dia,  enviou  a  notícia  da  Bahia  libertada
Para  Dom  Pedro  I,  no  Rio  de  Janeiro  por  um  navio  mensageiro


REVOLTAS  NA CIDADE DE SALVADOR AO LONGO DOS SÉCULOS!

Francisco  Dias D’Ávila, o fundador da  Feira de Capuame, o guerreiro!
Combatendo os   holandeses, sediados  em Salvador  A Capital da Bahia
Capitão Padilha, herói  destemido, o terror  dos  oficiais de  noite  e dia
Enfrentando, capturando  holandeses  na Bahia, viva Padilha o Justiceiro!

Dom Marcos Teixeira o Bispo Soldado, destemido, comandou as  guerrilhas
Nas  cercanias   da  Cidade de Salvador, com suas estratégias e armadilhas
O  Bispo  Marcos, refugiados  na Aldeia  Espírito Santos, com  inteligência
Combateu  os  holandeses  na  Bahia, sendo  um dos  herói da resistência.

Irmãos  Manoel e Cel  Antonio  Gonçalves  de Carvalho, todos  iluminados
Da Vila  da  Mata  de São João no  regime Imperial, militares  agricultores
Patriarcas  matenses que lutaram ela  grandeza  de Mata  e seus  moradores
Salve Major Sepúlveda,  beato Bento  Vieira  Pais, todos homens  honrados!

Salve  Soteropolitanos e Baianos no regime imperial!  Viva  os  senadores
ou deputados políticos: Carneiro Campos, Saraiva, Rui, Marques de Abrantes
Os Visconde  de Cairu, Rio Vermelho, Jequitinhonha, todos  eles legisladores
Geniais, Baianos notáveis que enalteceram  sua terra de maneira brilhantes!


Salvador, mil setecentos  e noventa e  nove!  Na Praça da Piedade
Lucas  Dantas,  Manoel  Faustino,  Luiz  Pires,  João  Nascimento
Luiz  das  Virgens,  são  enforcados!  Eram  líderes  do  movimento
Contra  lusitanos,  a  Revolta  dos  Alfaiates  queriam  liberdades...

Janeiro  mil  oitocentos  e  trinta  e  cinco!  Rompeu  uma  rebelião
Em  Salvador  dos  escravos  negros  africanos,  oriundos  do  Sudão
Chamada  de  Revolta  do Malês!  E  visava  abolir  a  escravidão
Chefiada  por  Pedro  Lima!  Sendo  logo  dominada  a  insurreição!

Sete  de  novembro,  mil  oitocentos  e  trinta  e  sete,  a  Sabinada
Eclodia  em  Salvador,  uma  Revolta  separatista  sendo  chefiado
Pelo  médico  Sabino  Rocha  e  a  República  Baiana  é  proclamada
Durou  quatro  meses!  Foi  dominada  pelo  marechal  João  Calado.


                        FILHOS NATIVOS E ADOTADOS

Salvador  dos  seus  filhos  ilustres e amados!  Os  nativos  e  adotados
Padre Nóbrega,  Rui  Barbosa, Caymme, Gil,  Gal, Caetano, Jorge Amado
Luiz  Dias,  Castro  Alves, o  Poeta dos Escravos  e mais  Gregório  Mattos
Imbassay, Juracy, Balbino, Luiz  Eduardo  ACM e  os filhos nominado


Leovigildo Gonçalves de  Carvalho,  Barão  de  São  Francisco, Lomanto
Marques  de  Goes   Calmon, Ernesto  Simões  Filho  e  Roberto Santos
Francisco e  Garcia D'Ávila, a  incomparável  irmã Dulce, A Santa  Freira!
Nina Rodrigues, José Seabra, Antonio Balbino, Felisberto Gomes Caldeira.

Luis Viana  Pai e Filho,  Regis  Pacheco,  Juracy, Vitorino, Severino Vieira
Hermes da Fonseca, Virgilio Damásio, Rodrigues Lima, Leal Ferreira
José Marcelino, Luis Regis Pacheco, Antonio Muniz Aragão, Vital Soares
Otávio Mangabeira,  João Durval Carneiro,  Imbassai, Landulfo Alves

Cesar Borges, Paulo Souto, Marback, Tude Neiva, Leopoldo Amaral
Barão de Camaçari, Frederico  Pontes, Odilon  Athayde, Bulcão Viana,
Artur Neiva, Raimundo Barbosa, Antonio Dantas, Ataliba Osório, General
Pinto Aleixo, Cândido Caldas, Antonio Guimarães, notáveis da política baiana.

Teodoro Sampaio, Médico  e  político  Antonio Rodrigues  Teixeira
Barão da Várzea,  de Camaçari, Viscondes  de  Montserrat, de Oliveira
Gabriel Soares, Cel Domingos  Pires  de Carvalho,  Barão de Jaguaribe
Barões  de  Viçosa, do Açu da  Torre,  Monte Santo, Barão de Cotegipe


Salvador dos filhos ilustres,  idolatrados e venerados! Do sábio Padre Vieira
Da  heroína religiosa, martirizada, Soror  Joana  Angelica, uma  notável Freira
Assassinada  covardemente de  maneira  cruel! Viva  Joana Angelica abençoada
Pelos  Deuses Geniais do Reino Celestial! Salve a Freira Angelical,  imortalizada...

            Do Poeta, escritor e Militar,  Santos Titara, nascido  na  Feira  de  Capuame
Titara autor  da letra  Hino Cívico  Dois  de  Julho  da Bahia, o  seu nome
Foi eternamente gravado nos  anais  da  história Militar da gloriosa Salvador
A eterna capital  da Bahia, berçário  do Descobrimento do Brasil  encantador!

            Salve ilustres amados! Visconde da Torre de Garcia D'Ávila, de Pirajá e  mais
Cel Amado Bahia, Araujo Pinho, José Gonçalves da Silva, baianos maiorais!
Avante, baianos e  soteropolitanos, artistas, desportistas, atletas renomados
Salve outros soteropolitanos ilustres, aqui não  lembrados  ou não mencionados!..


            Oh!  Sublime  cidade  de  Salvador da Bahia,  nas  glórias  das  eternidades
Tu  és  sempre  e serás  Salvador!  A Mãe  de  todas  as nossas  cidades!
Viva Salvador!  Da  sua  gente  de  passado  e  presente,  futuro  colossal
Avante  Salvador !  Cidade  Abençoada desse  Brasil Gigante,  Continental!



SALVADOR DA BAHIA, A CIDADE DOS ESPORTES!

O Introdutor do futebol  na  Bahia,  o baiano  Zuza Ferreira retornava
Do país da  Inglaterra,  aportando na  cidade de Salvador,  sua terra  natal
Era  o dia vinte e oito de janeiro de  mil novecentos e  um, um data especial
Zuza Ferreira  ao desembarcar  no cais do porto da  cidade  de Salvador estava

Alegre e feliz, trazia  embaixo  do  braço um  bola de  couro, uma raridade
Naquele inicio de século, Zuza  foi  para sua  residência no Portão da  Piedade
E  na  Lapa, se  encontrou-se  com os seus amigos, os irmãos Tapioca e partiram
Para  o  Campo  dos Martírios, ou  Campo da Pólvora e logo eles começaram

A  jogar  bola  felizes  e  contentes! Brincaram  de  bola  durante horas,  indo
Depois para  suas residências e daí por diante, os bate bolas eram constantes
No campo da Pólvora, transformando  numa paixão soteropolitana apaixonante!
Estava assim  introduzido o  futebol na Bahia, deixando Zuza  feliz e sorrindo!

Salvador celeiro  de  todos  os  Esportes!  Dos  BAVIS,   o  clássico  do  Povão
Do  extinto  e lendário  estádio  da  Graça,  Fonte  Nova,  Pituaçu  e  Barradão
No  campo  da  Pólvora,  no  ano de   mil  novecentos  e  três,  foi  aí  disputada
A  primeira  partida  de  futebol  da Bahia e anos  depois,  uma  Liga foi  fundada.

Dos   primitivos campos  de  futebol,  depois   primitivo  campo da   Pólvora
Veio o inusitado  Prado  do Rio Vermelho, futebol crescia  todo dia, toda hora
Campo da Graça  ou Arthur  Morais foi  inaugurada em  mil novecentos e  Vinte
O futebol baiano logo  evoluía,  somava e dividia paixões,  Salvador se  comove!

Em Março  de mil  novecentos  e  cinquenta  e  um, aconteceu a inauguração
Do  Estádio da  Fonte Nova,  um Estádio  Olímpico com  sua  bela  ferradura
O Futebol Baiano  se  destaca na modernidade com o  “Gigante do Mangabeirão”!
A Cidade de Salvador  mostra  a sua  pujança futebolística,  com boa  estrutura

Dia quatro de março de  mil  novecentos e  setenta um, a Fonte Nova foi ampliada
E reinaugurada: Bahia Flamengo, Grêmio e  Vitória jogaram! Arquibancadas lotada
Num visual  fantástico!   Um torcedor de repente no setor de arquibancada deu o grito!
 O Estádio  está desabando! Correrias,  pânico.. Um torcedor morto,  dezenas  feridos....


A  lendária Fonte Nova  com suas famosas tragédia acidentais de tristes recordações
Logo foi interditada  durante anos e depois foi  demolida num  processo de implosão
No  mês  de junho de dois mil e dez, deixando saudades, lagrimas e muitas emoções!
No  seu  lugar após  a   sua  demolição  foi  edificada um  novo Santuário  de  Paixões....


A Arena  Fonte Nova,  um espaço  multiusos, Futebol e outros evento agregados
 Sendo a Arena   Fonte Nova,  também  nominada  de Complexo  Esportivo Cultural
 Governador  Otávio Mangabeira, o  fundador  da  Fonte Nova, sendo a data  inaugural
Dia quatro de abril  de dois mil e treze, com o BaVi, deixando os torcedores emocionados!

O clássico  BAVI, sempre um duelo de Gigantes, repleto de tradições e de   emoções
Proporcionados  pelas  torcidas  de  Bahia  e Vitória, na  Arena da   Fonte  das  Glórias!...
A cidade de Salvador  e o Estado da Bahia vivenciam um dia especial de  eternas tradições
Vencer, empatar ou  perde!, São  resultados que ficam registrados  nos  anais da  história!

Sublime Arena  Fonte Nova!  Um Manancial  de belezas e  modernidades
Edificada pertinho do lendário Dique  do Tororó,  cenário  de fé  e de  magias!
Palco maior  do tradicional futebol baiano, rico de histórias lendas e rivalidades
Proporcionados  pelas torcidas e pelos   astros do Futebol, com  técnicas  e maestrias..


ESPORTE CLUBE  VITÓRIA,  O LEÃO DA BARRA!

No dia  treze  de  maio  de mil oitocentos  e  noventa e  nove e   foi  fundado
Numa  noite chuvosa na  bela  cidade de Salvador  o  Club  Cricket  Vitória
num casarão  pertencente a  ilustre família  Valente e   que ficava  localizado
No Corredor da Vitória, um bairro de reconhecida nobreza, repletos de  histórias!

Os  irmãos Arthur e Arthemio Valente, Fernando Kock e outras desportistas
Não citados, reunidos  logo escolheram   o primeiro   presidente por  aclamação!
O  Arthemio Valente, que   dezoito  dias  depois  de eleito, mediante uma reunião
de diretoria,  renunciou  a presidência  do  Club Cricket  Vitória, tendo em vista

O fato  acontecido, Fernando Kock  assumiu  a  presidência da  nova  agremiação
De  críquete, esporte  bastante  disputado  na colônia  britânica e uma das paixão
Da  colônia  inglesa   na  cidade  de Salvador,  que tornou-se  uma forte  tradição!
Fundado o Club logo  escolheram as cores verde e  amarelo, mas essas  cores  não

Foi  encontradas   no comercio   de Salvador,  sendo oficializada  uma  coloração
Na tonalidade  Preta  e Vermelha,  sendo aceitos por  todos,  sem  contestação!
Em mil novecentos e dois, o Vitória adotou  o futebol como modalidade, juntamente
Com  a  natação, atletismo  e o remo, modalidades praticadas  por  muita  gente....

Ainda no mesmo  ano citado,  foi logo mudado o nome para Sport  Club  Vitória!
E com o passar dos anos,  o Vitória foi  conquistando  ao longo da  sua  existência
Títulos  e  mais  títulos, construiu  Estádio  e  Centro de  Treinamento de excelência
Ganhando prestígio organizacional, vivenciando  momentos sublimes de  glórias!


O NASCIMENTO DO ESPORTE CLUBE  BAHIA  01/01/1931
Poetizado por Chiquitinha Maravilha, a luz  documental/08/05/2016

DA REUNIÃO NO JÓQUEI  CLUB,  A IDEIA  DA FUNDAÇÃO   DO EC BAHIA!


No ano de mil novecentos e trinta  as agremiações da Associação Atlética da Bahia 
E Clube Bahiano de Tênis, decidiram fechar  seu Departamento de Futebol e causaria
Reações! Alguns  atletas dessas agremiações, decidiram fundar um time de futebol amador
O  Atlético Bahianinho, para  disputar jogos amadores,  nos subúrbios de cidade de Salvador


O time  do Atlético  Bahianinho,  fez o um sucessos  formidável, inspirando  a fundação
De um um time profissional para na cidade  de Salvador e para isso aconteceram mais
Adesões no só de  ex-jogadores,  como também de outros  desportistas,  para a  criação  
De desejado time  profissional, e  as conversações logo  se  estenderam cada vez  mais....

No dia oito de dezembro do ano de  mil novecentos e trinta, dia da  Conceição da Praia
Quatro ex-jogadores do Cube Bahiano de Tenis, Carlos Koch, Eugênio Walter, este apelidado 
De o Guarany,  Júlio Almeida  e Waldemar de Azevedo, este da Associação Atlética da Bahia
Fernando Tude,  todos  eles,  num encontro casual no Cabaré do Jockey, na Capital do estado

Da Bahia, na  histórica cidade de Salvador,  e na naquela sábia reunião, logo se discutia
A formação de um novo time  de futebol, pois o citado grupo, estava sem poder praticar
O seu esporte favorito, o futebol, porque suas agremiações de origem resolveram acabar
Com seus departamentos de futebol, numa medida radical, que de imediato  prejudicaria

Os jogadores  do futebol  baiano e  quatro dias depois,  mais de setenta pessoas participaram
de uma Assembleia, formados por ex- atletas da ABB e do  Bahiano de Tenis, logo  fundaram
Um novo clube,  denominado de Esporte Clube Bahia, sendo escolhido   logo o seu Presidente  
Otávio Carvalho,   e mais os dois Secretários,  os  desportistas  Fernando Tude e Aroldo Maia

Assim  definida  a Assembleia e  na mesma  reunião,  foram definidas  para o Clube Bahia
Um novo uniforme vistoso, com camisa branca, calção azul com faixa vermelha na cintura 
Foi um fato Esportivo Histórico, a fundação do Esporte Clube Bahia, um time que  nascia
Forte, competitivo para o futebol Baiano e Brasileiro, um clube dotado de garra e estrutura

A ESCOLHA  DA PRIMEIRA DIRETORIA E FILIAÇÃO NA LIGA!

Esporte  Clube Bahia, um clube, uma Nação,  que  nasceu para vencer
Desafios  e obstáculos,  conquistando vitórias magnificas, repletas de glórias!
Um clube iluminado, pelos  Eternos Deuses do Futebol, que  traçou a sua história
Enraizada, nas suas   cores  tricolores  do vermelha, azul e branca, no florescer

Do dia  primeiro  de  janeiro   do ano de mil novecentos  e  trinta e um, um dia
Especial,  após uma  reunião,  naquela Casa de número cinquenta e  sete da rua
Carlos Gomes,  naquela  cidade  Soteropolitana  de Salvador,  a  Capital da Bahia
Na presença  profissionais,  de vários seguimentos sociais, escolheram  com suas

Convicções, o nome do médico Waldemar Costa , para  ser o Primeiro Presidente
Do Esporte Clube Bahia,  e logo no dia  dezesseis do mesmo  mês, foi imediatamente
Publicado no Diário Oficial da  Bahia, os estatutos  do Tricolor, que passa legalmente
A existir como Clube e no mês  seguinte, dia vinte de fevereiro, foi filiado oficialmente!

PRIMEIRO TREINO X YPIRANGA

Na  Liga Bahiana de Desporto Terrestre,   e  dois dias depois, num  domingo, realizou
O seu primeiro treino, no Campo da AAB,  como  clube  de futebol filiado  enfrentou
 O Quinta da  Barra, na  Cidade  de Salvador, e  dia  primeiro de  março, o   Bahia jogou
Contra  o famoso  time do Ypiranga, das cores  amarelo e preto, e  o tricolor  triunfou!

Vencendo por dois a zero, com gols de Bayma e Guarani, destaque  para o excelente
Goleiro Teixeira Gomes, que defendeu um pênalti, o jogo durou 20 minutos, muita gente
Compareceu  nessa partida,  que foi valida pelo Torneio Inicio do Campeonato Estadual
O Esporte Clube Bahia, jogou com Teixeira Gomes, Leônidas e Gueguê, na zaga central

E mais Milton, Canoa e Gia:  Bayma, Guarani, Gambarrota e Pega Pinto,e o  treinador

Foi  João Barbosa, com arbitragem de Francelino de Castro, na mesma data o  tricolor
Baiano,   o  Esporte clube  Bahia,  conquistou o  seu   seu primeiro  titulo de Campeão,
O próprio  Torneio Início de Futebol, vencendo o Real por  três a zero,  com repercussão


ESTREIA  NO CAMPEONATO BAIANO ANO 1931

Positiva para o futebol Baiano, deixando sua crescente torcida feliz, sendo os goleadores
Do Bahia, Guarani fez  dois gols e Pega Pinto, e no dia vinte e dois de março, os jogadores 
Do time do Esporte Clube Bahia, estreou  no Campeonato Baiano, e no mês de abril do ano 
De mil novecentos e trinta  um, aconteceu uma partida internacional do tricolor Baiano

Enfrentando  o Sud América do Uruguai, em outubro, o Bahia realizou uma partida 
Intermunicipal, contra o Vitória de Ilhéus e nesse mesmo mês, um amistoso no estado 
De Sergipe, em Aracaju, sendo este, o seu primeiro jogo interestadual, sendo um fato
Significativo para o time do Bahia, ainda  no dia vinte e cinco de outubro, a torcida

Tricolor vivencia, uma memorável conquista,  o primeiro  titulo de  campeão Estadual

Com duas rodadas de antecedência! Mesmo sem  o time do  Esporte  Clube Bahia  entrar
Entrar em campo e  no dia quinze  de novembro já campeão, o tricolor consegue empatar
Em  dois a  dois, aos  trinta e  três minutos, com gol de Milton Bahia, num empate triunfal

Mantendo a invencibilidade  do glorioso  Esporte  Clube Bahia,  e na partida realizada

Dia 22  de outubro, o Botafogo da Bahia, perdeu para o Ypiranga, nessa partida citada
O Esporte Clube Bahia,  não  poderia ser alcançada na  Tabela, sendo assim, o tricolor
Baiano sagrou-se campeão  Baiano de mil novecentos e trinta e um, deixando o torcedor

Alegre e feliz,  participando  de uma miniturnê, o time do Bahia celebrou a conquista

Do título em Aracaju,  no dia primeiro de  novembro, quando o Bahia logo enfrentou
No jogo da  rodada, o time  do São  Cristovão, na  Festa  do Titulo, e o Bahia  goleou
Vencendo a partida  pelo placar  de  cinco a  zero, deixando a torcida feliz e otimista!

Vivenciando um momento magnifico de vitórias e conquistas, O Bahia começa  a se firmar

Como uma  nova  força futebolística emergente,  naquela  inicio de ano,  da década de mil
Novecentos e trinta e um, realizando grandes s partidas de futebol, e outros iria conquistar
No emergente futebol Baiano, que começava a se destacar, perante outros estados do Brasil

CLÁSSICO DO POTE, BAHIA  X BOTAFOGO

No  ano de mil novecentos e  trinta, aconteceu o primeiro Clássico  do Pote, sendo disputado
Entre Bahia e  Botafogo,  sendo uma partida bem jogada, de bom nível técnico, o resultado
Foi  de dois a  dois!  E no dia  de  quinze de  novembro, do mesmo ano, um feriado Nacional 
Da Proclamação  da República do Brasil,  se enfrentaram Ypiranga e Bahia, no sensacional

Clássico, sendo  também o último jogo do campeonato Baiano, a meta  era o time do Bahia

Não perder a  invencibilidade e torna-se  Campeão Baiano Invicto,  e isso logo aconteceria
Um suado  empate de dois a dois, diante do glorioso Ypiranga, um time querido e amado!
Da galera do futebol  baiano, que reunia  uma numerosa torcida, com titulo já conquistado.


Direitos autorais   registrados em nome  do autor
Poetizado no ano de 171 (aos  20  anos de idade)
Na Cidade  de Mata de São João/Ba, ampliada   em
Dias D'Ávila  na  década  de 2000.



FONTES   BIBLIOGRÁFICAS:

Inspiração poeta  do autor  associado  aos   conhecimentos  adquiridos    durante   anos    nas pesquisas em diversas  fonte bibliográficas impressas e  tanto nas citadas, como em outras não citadas. Fotografias do autor da poesia  e    de outras  fontes  citadas  nas legendas.

CALMON, Pedro. História  da  Casa  da  Torre   de  Garcia   D’Ávila -  Uma   Dinastia   de Pioneiros,  3ª  edição: Fundação  Cultural   do  Estado  da  Bahia;  ano 1983;  Diário  Oficial -  Edição  Especial   do  Centenário   da   Independência   da   Bahia,   ano  1923;Aldemburg, George Joahann (1631). A  Invasão Holandesa  na  Bahia, 1624/25, traduzido  pelo beneditino,  D.  Clemente   Maria   da  Silva  - Nigra  em   1935;FREIRE, filho Carvalho de Eduardo José.  A Devoção  do  Senhor do Bonfim e  sua história,  2ª  Edição, Bahia  1946. Arquivo  Público da  Bahia; SILVA, Alberto, A  Cidade de  Tomé  de  Souza,  1949: 15, 19, 20, 25, 31, 32p.;BALDESSARINI,  Concluiu  a  Tese  de  Doutorado,  apresentada  à  Universidade  de  São  Paulo,   sobre   a  Casa  da  Torre   de  Garcia  D’ Avila   do   ponto    de   vista   da  Pesquisa   de  Arquitetura;  Anais do Arquivo Publico  da  Bahia;  Jornais Baianos  de várias  épocas impressos  na  Bahia; Revistas  e  artigos  impressos   pelo  IBGE; Revistas  do Instituto Geográfico  da Bahia de várias edições; Atas da  Câmara  ds Salvador; história  da  Bahia de  Luis Henrique Dias Tavares, ano  1974; Afrânio Peixoto, Livro de Horas; História Social de Salvador, prefeitura Municipal, 1968; Silva, José   Pinheiro -  a Capitania da   Bahia, Coimbra, Fac. de Letras, 1964, 380 pág.;História  da Fundação  da  Cidade  de Salvador, Salvador, Tipógrafia  Beneditina, ano 1949;  Histórica Política  e Administrativa  da  Cidade de Salvador, Salvador Prefeitura Municipal, 1949, 664 pag. ;   Francisco Borges  de Barros -Bandeirantes  Sertanistas bahianos. Salvador, Imprensa Oficial, 1919-1920, 240 pág. História  da  Fundação  da  Bahia, Salvador, Museu do Estado da  Bahia, 1949, 251 pag.; Pedro Calmon, História  da  Bahia, das origens  a  atualidade/Rio de Janeiro. Livraria Leite Ribeiro, 1927;Accioly, Ignácio. Memórias históricas e políticas  da  província da  Bahia, Bras  do Amaral, annotador. Salvador, Imp. Oficial, 119-1940. 6 vol.;Almeida, Miguel De Pin e.  a  batalha dr Pirajá, 8 de Novembro de 1822. Rio de Janeiro, Imp. Nacional, 1923, 48 pag.  Pitta, Sebastião da  Rocha. História das América  Portuguesa desde  o ano  de mil e quinhentos do seu descobrimento até o de mil s setecentos e vinte  e quatro.  2. Ed.  Lisboa Francisco  Arthur  da  Silva, 1880, 404p.
******************************************************************************


Fonte de Pesquisas:  
NASCIMENTO DO EC  BAHIA
Site do EC Bahia, Wikipédia, Jornais  Baiano  de várias épocas (A Tarde, Jornal da Bahia,  Diário e Notícias, estado da Bahia, O Imparcial, Tribuna  da  Bahia, Coreio da Bahia, Livro  Bahia Esporte  Clube da Felicidade...

FOTOS   DA ARENA FONTE  NOVA E DIQUE DO TORORÓ!  

Oh!  Tu és  Salvador  das  águas  do  Dique do Tororó, embelezado
Pelas  estátuas  dos  Orixás  Africanos,  adorados  e  idolatrados
Simbolizando,  seu  sincretismo  religioso  do  presente e   passado
De  um  povo sofrido que foi  preso e  escravizados, hoje libertados!

"Salvador,  a  Pérola  Barroca  das  Américas,  cidade  boa  de  viver
Tem  cidade  alta,  tem  cidade  baixa!  Interligadas  pelas  ladeiras
Túnel,  viadutos,  metrô,   planos  inclinados  e  pelo  subir  e  descer
Do  Elevador  Lacerda,  conhecido!  Admirado  pela  nação  inteira."

Estrofe  da  poesia  de  Chiquitinha  Maravilha - 

Salvador, a Perola Barroca  das  Américas!




NOTA:
Elevador Lacerda  edificado 1872 (o primitivo), liga a  Cidade Alta  a Cidade  Baixa, um  dos cartões  de Visita   da    histórica  Cidade  de   Salvador, fundada por Tomé de  Souza, 1º Governador Geral do Brasil  em  29/03/1561.

       "Tu és  a Arena  Fonte Nova! Manancial  de belezas e  modernidades
Edificada pertinho do Dique  do Tororó,  cenário  de fé  e  magias!
Palco de maior  do futebol baiano, rico de lendas e de  rivalidades 
Proporcionados  pelos astros do Futebol, com  técnicas  e maestrias"
ARENA FONTE  NOVA E DIQUE DO TORORÓ,  SINÔNIMOS  DE  BELEZAS NATURAIS E  MATERIAIS!



"A Arena  Fonte Nova,   sendo  localizada no mesmo local da lendária
Fonte Nova a  ser  inaugurada  em sete de   abril de  dois mil  e  treze
Com a  partida  BAVI, que  será um jogo repletos  de  lendas e historias
          Proporcionados  pela  torcidas baiana  na  Arena  Fonte  das  Glórias!."

Nota: Estrofe  da Poesia  Salvador, a Perola  Barroca  das Américas!

    ARENA FONTE  NOVA  COM SUA IMPRESSIONANTE    ARQUITETURA, UMA DAS  ARENAS  BRASILEIRA  DE  MAIOR BELEZA  NATURAL! EMOLDURADA PELA MAGIA DO DIQUE DO TORORÓ PARAÍSO  NATURAL  DOS   ORIXÁS!
  IMPONENTE, BELA, GRACIOSA! 
TÚ ÉS  "A  RAINHA  DAS  ARENAS  BRASILEIRA!"

GALERIA DE FOTOS DA  CIDADE DE SALVADOR
A Basílica  Sagrada  do Senhor do  Bonfim, edificada na  Sagrada  Colina, abençoando   a  Bahia e o  Brasil.
Chiquitinha cobriu   a  Corrida  Rústica   e   o Cortejo  da  Lavagem do  Bonfim  de Salvador  com lindas fotos. Chiquitinha    se  atrasou  na  largada  da  Corrida  Sagrada motivado pela  cobertura  fotográfica antes da largada, mas    correu  ainda do total de  6. km,   5.5km  em  26:30 minutos (como treinamento). 
Banda    de percussão e  instrumentos de sopro, perto do Elevador Lacerda.
Edificio  da Marinha do Brasil, localizado   perto  da  Rampa do Mercado Modelo, Cidade  Baixa, notar  a  sua   soberba   arquitetura. No  passado  (séculos XVI e XVII,  nesse   local   situava-se  a  Ribeira  das Naus. Onde  eram  construídas naus, caravelas..........

Elevador Lacerda, Cartão Postal de Salvador no Brasil e   no Mundo!
Escultura do artista plástico  Mário  Cravo na Praça  Cairu
Adicionar legenda
Escultura do artista plástico, Mário Cavo, uma das atrações turística  na Praça Visconde de Cairu,
 Cidade  Baixa/Salvador
                                                    A  Banda  Bataia  (Percussão)
                     Majestosa  Edifício localizado na Jequitaia, Cidade Baixa /Salvador.
Balões  de várias cores,  emolduraram o cenário naturalista da  deslumbrante  e maravilhosa  Salvador! A capítal da Bahia de Todos  os  Santos! 
              Turistas estrangeiros   foram  um dos  destaques  do  Cortejo.
Uma  multidão  alegre  e  contagiante, num clima  de Paz e Amor! Foram características   marcantes  durante o Cortejo, documentado  na  Câmara  Digital  de Chiquitinha  Maravilha  que não  presenciou  nenhuma briga,   em  durante  o   trajeto   de  quase  7km, nas 5  horas de fotografias! 
                                                                             Idem....
As Baianas  como sempre, uma  atração a parte  no Cortejo, em todos os  tempos da  tradicional  Lavagem da  Igreja  do Bonfim, localizada na deslumbrante, singular, Colina  Sagrada.
                       Balões   nos céus   da Majestosa! Atraente  Salvador.......
O Carro sonorizado do Rixó Elétrico! Criatividade  de dar inveja  a  Fóbica  de Dodô  e Osmar  da  década  de  1950. 
Escadarias   de  um edifício  servindo de   "arquibancadas
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
São Joaquim, "O Pai dos  Pobres  da  Bahia!"
Apos a   Jequitaia, o prédio colonial da  foto, e  mais adiante, a  Igreja  de  São Joaquim, nome este  colocado em homenagem  ao beato caridoso  o catarinense Joaquim, ele era  rico, deixou  as riquezas   para  trás  e   seguiu pelo    Brasil pedindo   esmolas  para ajudar os necessitados, vindo aportar  na  Salvador  Colonial, cuidando dos  pobres! Que  exemplo   magnifico. Viva  Joaquim o  Pai dos Pobres da  Bahia!
                                         no  compasso da   musicalidade  baiana...........
                                    Os    percussionistas deram   um toque  especial  de  sons primitivos.
Os tambores marcando, o  ritmo  do Cortejo  na Avenida  Frederico  Costa/Cidade  Baixa.
    O "Carro Alegórico Jamaicano"  sonorizando a  música  jamaicana no Cortejo da  Lavagem  do Bonfim, é  a  riqueza  da  diversidade  musical  na  Bahia  de Tomé  de Souza.
                     Abram passagem,! Lá vem  o Bloco dos Mascarados  na  Avenida..
                     Bloco dos Mascarados, relembrando  os  carnavais   das décadas  de  1950/60
                     Mascarados  na  Comitiva  Política, atrações   no Cortejo da  Lavagem do Bonfim  
Bolas, animais de  estimação confeccionados em  plástico, infláveis, sendo  vendidos  no  Trajeto do Cortejo.
  A cervejinha,  água   mineral, refrigerantes....  sendo  vendidos e armazenados em  Caixas  de Isopor, foi o comercio ambulante, movimentando  a   economia  informal   no  Trajeto do Cortejo.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
         A  BELEZA INIGUALÁVEL DAS  FACHADAS  DOS TRAPICHES  COLONIAIS:
Fachadas  dos Trapiches Coloniais em  arcadas,  linda   joia  arquitetônica,  uns  dos  Cartões Postais  da  Barroca Salvador! Que  atraem turistas  do mundo inteiro...  
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Edifício  da Receita  Federal, se destaca  pela sua  arquitetura  linda, imponente   na  Cidade  Baixa  da pujante  Salvador.
MERCADO DO OURO"  de  passado    memorável  na vida  comercial  da Cidade Baixa, está  precisando de   conservação.....  As fotos  falam pelas palavras.................
               
+++++++++++++++++
  O  vai e vem    constante  no trajeto do Cortejo,  foi  uma  das características  marcante da  Festa da  Lavagem  da Igreja do  Bonfim  2012.
presença  maciça  do  povão, no trajeto do Cortejo (Igreja de N. S, da  Conceição da Praia  até A  Colina Sagrada). 
Um visual  d e modernidade: Edifícios  altos "observando" a  passagem do Cortejo do Bonfim 
Músicos e  vocalista   no Mni Trio,  comandam  a  musicalidade  baiana  no Cortejo  do  Bonfim
 Mini Trio  sonorizado comandando turistas  e baianos,  no  Cortejo do  Bonfim  2012, um dos  mais   animados  dos últimos anos,   na  famosa  Quinta-feira   da  Lavagem  da Igreja do  Bonfim.
                       Embarcações náuticas, ancoradas  no cais  em   frente  do Mercado Modelo
Panorâmica   de  mar, embarcações náuticas na  parte  interna do  "quebra- mar"
    Lanchas, Saveiros, iates, navios..... mar calmo, sol e  belezas  naturais, tudo isso  e  muto mais   é  a  incomparável  Cidade de  Salvador,  a 1ª capital do Brasil!
 Visão  Fotográfica  deslumbrante!  Elevador  Lacerda  e  Palácio  Tomé de  Souza e  edifícios  e    morro que divide   Salvador  em Cidade  Alta  e Cidade  Alta. Salvador  encanta de  maneira natural  e  arquitetonicamente pela  sua  beleza  paisagística, conquistando  turistas  do mundo inteiro!

fotografia  após  o Elevador Lacerda (sentido  a direita), com   o conjunto  de  edifícios do período colonial e Imperial, encravados  no sopé  do morro, compondo um cenário  paisagístico  singular  da  "Cidade   Fortaleza de  Tomé  de Souza" 

Fotografia   do  Mercado Modelo, Cartão Postal de  Salvador, frequentado  por turistas  de  várias  nacionalidades!
 Paisagismo da  Praça  Visconde  de  Cairu, casas colonias  e renascentistas e  o morro que    divide    Salvador  em Cidade  Alta e   Cidade Baixa (observado-se   na crista do  citado  morro, a  Praça Tomé de  Souza).
                                                   A famosa  Rampa  do Mercado Modelo
                                            Turistas numa  rua   perto  do Mercado Modelo
Vista  do  edifício da Marinha, fotografado  do Mercado Modelo
Elevador Lacerda  edificado 1872 (o primitivo), liga a  Cidade Alta  a Cidade  Baixa, um  dos cartões  de Visita   da    histórica  Cidade  de   Salvador, fundada por Tomé de  Souza, 1º Governador Geral do Brasil  em  29/03/1561.

                                                Busto de do Padre Antonio Vieira.
                                                               BUSTO DO PADRE ANTONIO VIEIRA
                                                                     Prédio do IPHAN


    Prédio do antigo tesouro Publico edificado  na década de 1910, recuperado recentemente  uma  obra  de   engenharia neoclássica beleza  maravilhosa!.
                                       Ruas e   casas no Centro  Histórico
                                                         Ladeira  da Praça
                    Edifício Majestoso  da  Câmara Municipal fotografado  da  Ladeira da  Praça.
                                                                  Lanchonete  Guaraci
                                                   Edifício da Câmara Municipal de Salvador
                     Edifício da Prefeitura  de Salvador d  Prefeito ACM NETO (2013/16)
               CÂMARA  MUNICIPAL DE SALVADOR  NA  PRAÇA  TOMÉ  DE SOUZA
          TORRE DO SINO A ORIGINAL   DATADA DA ÉPOCA DA SUA CONSTRUÇÃO!
ESTATUA DO  FUNDADOR  DA  CIDADE  DE SALVADOR - GOVERNADOR  TOMÉ DE SOUZA,  A CAPITAL DA  BAHIA E DO BRASIL!



 SALVADOR, A PEROLA BARROCA DAS AMÉRICAS!
               Poesia de Chiquitinha  Maravilha (Gamaliel Chagas)


"A  cidade  está   amanhecendo,  os  sinos  repicando!  Dia  louvador
O  sol  com  seus  raios,  iluminando  a  sua  gente,  alegre  e  gentil
Dessa  linda  cidade  barroca,  histórica,  a  folclórica  Salvador
Cidade  de passado belo,  glorioso! Orgulho da  pátria amada Brasil 

Vinte  nove de  março  mil  quinhentos    quarenta  e  nove a fundação
Da  cidade  de  Salvador,  a  data  histórica!  Dia  de  comemoração
Feriado  municipal,  com  queima  de  fogos  e  missa  ao  amanhecer
Os  soteropolitanos  saem  as  ruas,  festejando  até  o  anoitecer.....

            Da  eterna  Baía  de  Todos  os  Santos,  berço,  portal  de  Salvador
Aí  desembarcou  Tomé  de  Souza  e   da  cidade  foi  seu  fundador
Por  duzentos  e  quatorze  anos  sediamos  com  muito  esplendor
A  primeira  capital  do  Brasil,  durante  o  período  colonizador..."

                               Ver abaixo a  poesia  completa.
  PRAÇA  TOMÉ DE SOUZA, O CORAÇÃO HISTÓRICO, POLÍTICO E ADMINISTRATIVO  DA  HISTORIOGRAFIA   SOTEROPOLITANA.


Praça Tomé de Souza
HISTÓRICO 
Por Chiquitinha Maravilha

    A citada praça foi chamada primitivamente de Praça da Feira e teve origem com o início da fundação da cidade de Salvador a partir de 1549. Teve também outros nomes a citada  praça, a exemplo de Praça da Cidade, Praça do Mercado, Praça da Parada, Praça da Constituição, Praça do Conselho, Praça Rio Branco, Praça Municipal e atualmente Praça Tomé de Souza, media 198 m².
    Na atual Praça Tomé de Souza está localizado vários prédios históricos importantes: Palácio do Rio Branco (antigo Palácio dos Governadores), a Câmara Municipal, o Elevador Lacerda, o prédio da Prefeitura Municipal.
Na  década  de  1970 existia o prédio da  Biblioteca Pública (que foi demolida em 1972 no governo de ACM), tendo   já   sido edificado uma  outra  biblioteca pública   no governo anterior de  Luis Viana  Filha,  localizada nos Barris
    Em 1759, segundo João Antonio Caldas, possuía 26.254 pés quadrados e sofreu várias remoderações, na administração do Dr. Venâncio de Oliveira no ano de 1864, foi alargada com o desaparecimento da Casa da Moeda. Nesta praça havia o Pelourinho, um pau onde se castigava os escravos que ficavam. Depois, este Pelourinho foi transferido para as portas de São Bento (atual Praça Castro Alves), depois para as Portas do Carmo (atual Largo do Pelourinho, quando foi retirado em 1836).
  RUA CHILE, Traducional  e ao mesmo  tempo  Chick!  Centro   das  Elites  Baianas  nas décadas  de 1940 a 1970....
                                                        ELEVADOR LACERDA
    Edifício  do Mercado Modelo na  Cidade  Baixa perto da    rampa   do      citado  mercado e  ao fundo na   Baía  de Todos  os  Santos,  o lendário  Forte de São Marcelo,  edificado   no  século XVII.
Edifícios  comerciais na  Cidade Baixa e  ao fundo as  águas  da  famosa Baía  de Todos  os Santos  que  empresta    seu nome   ao Estado  da  Bahia.
                                                Mercado Modelo  na   Praça Cairu


Mercado Modelo Ex-Casa da Alfândega

    O atual Mercado Modelo localiza na Praça Cairú, próximo ao Porto e foi construído sobre o mar defronte da antiga Alfandêga, que tinha forma retangular, esta alfândega anterior foi a segunda construída e a primeira ficava na Praça Tomé de Souza, em frente ao Palácio Rio Branco.
    No fundo da retumba do atual Mercado Modelo existia uma ponte de madeira para atracação de navios e depois foi substituída por outra de ferro em forma de “T”. Na antiga alfândega e da nova, construiu-se de um lado um pequeno pavilhão de 2 pavimentos destinado a guarda marinha e o outro à Casa de Máquinas com dois guindastes e em determinado ponto da citada área existia um relógio do sol.
       CÂMARA  MUNICIPAL DE SALVADOR REPLETA  DE  HISTÓRIAS MAGNÍFICAS!
   Edifício  da  Prefeitura  Municipal  DE SALVADOR, A PEROLA  BARROCA DAS  AMÉRICAS!
Edíficio do  Palácio  do   Governo onde  por  vários  e  vários  anos,  sediou  o Executivo Estadual da  Colonia  a   República.
      A  Torre  do Sino da  Casa do Povo! No  edifício da  Câmara  Municipal, sede  do Poder  Legislativo
Conjuntos  de prédios  antigos,    de  arquitetura    Magnífica na  Rua   da  Misericórdia,  um dos  cenário visitados  e amadios  pelos   turistas de  todas  as   localidades  do Planeta  Terra!
A Cidade  de Salvador  um dos    maiores  destinos  turísticos  do Mundo  com  suas lendas, histórias, fantasias, magias!...,  aliado  ao seu sincretismo religioso, presente  em cada  espaço  físico da  cidade.                  Salvador, A Perola  Barroca  das Américas!
                                       Rua  da  Misericórdia sentido Praça    Tomé  de Souza
Rua  da Misericórdia, antiga  Rua  dos  Mercadores,  elo de  ligação  primitiva mais  rápido entre  O  Terreiro de Jesus ao Coração  Político  e  Administrativo da Colônia a República!  Onde  estão  edificados  o Palácio dos  Governadores e  da  Câmara  Municipal, ambos  localizados  desde  os primórdios na  atual Praça  Tomé  de  Souza  que já  teve  outros   nomes  anteriores... 
A primitiva, lendária   Ladeira  da  Misericórdia ligando  a  Cidade  Alta até a   Cidade  Baixa, edificada   na  Cidade Fortaleza  de Tomé  de Souza pelo Mestre  Luiz  Dias.
Fachada  da  igreja  da  Misericórdia, edifício     construído  nos primórdios,  logo após  a edificação  da "Cidade Fortaleza   de Tomé  de  Souza" (a  partir da  década  de  1560
   Conjunto  predial  da  Santa  Casa da Misericórdia  e  ao  fundo edifício do antigo Paço Arquiepiscopal, ou   Palácio da  Sé,  fica  localizado na  Praça  da  Sé. 
                     Edifício Magnífico do antigo Paço Arquiepiscopal 



O citado edifício data  do ano  de  1715  e   se comunicava através  de    uma  pequena  passarela  (situada   na  lateral direita),    com   a Igreja   da Sé, (antiga  Catedral) e  que  foi edificada  a  mando do  3º Governador Geral da  Bahia,  Mem de  Sá.
A igreja    Catedral da  Sé  foi demolida  no  ano  de  1933  para  dar  passagem      linha  do  Bonde, o que      gerou    protestos   antes  da  sua   demolição em 1933 da  sociedade  baiana  e de outros  estados.
No seu local foi realizadas  escavações   arqueológica  no ano  de 2000, trazendo  a  luz do dia e da história, elementos   de  aspectos   construtivos  e  agregados    histórico,  enraizados desde  o inicio da  sua  edificação  e sequencionais posteriores. 

O citado  edifício   do antigo Palácio Arquiepiscopal  foi edificado em torno de  um  pátio, possuindo o edifício um subsolo e tês pavimentos sobre a  rua,  Tendo  ainda  um notável  Portal rm mármore português, com um   Brasão com as  armas de  Dom  Sebastião Monteiro  da  Vide quando era  cônego.
  A fantástica Praça  da  Sé,   celeiro inesgotáveis  de fatos  históricos   da  Salvador, A Perola  Barroca  das Américas! (ver abaixo  sua  poesia histórica  descritiva e Inédita   de Chiquitinha  Maravilha).  Aguardem  mais  legendas  descritivas históricas, nas fotos!

                                              PRAÇA DA SÉ E SEU ENTORNO.....
       Artesanato na  Praça da Sé, uma  das atrações  para  os turistas de  todas a  nacionalidades


A  CRUZ  CAÍDA edificada  no local onde    existia  a primitiva  Sé  Primacial, a  antiga Catedral, edificada no governo de Mem de Sá, 3º Governador Geral  do Brasil  
  Embaixo  desse  gradil estão  os  alicerces  da  primitiva   Sé Primacial,  (Catedral)  com    suas   duas  torres  do Sino contemplando  a  soberba   Baía  de Todos  os Santos, quando  existia.....!
Aliceces  da  Sé Primacial de Pedra e Cal,   edificada  a mando do 3º  Governador Geral  do Brasil, Mem de Sá  sendo iniciada  sua    construção em 1561 e foi inaugurada, consagrada  em  1585, levando 24 anos  para  ser     edificada.  Foi  demolida  em 07/08/ 1933, governo de Juracy Magalhães, sendo prefeito de Salvador  José Americano da  Costa  para  passagem da  linha   do Bonde Elétrico.
                 MEMORIAL DAS  BAIANA DE ACARAJÉ, no local onde     existia  A sé  Primacial
 Baiana  e Acarajé  com seus quitute, componente   importante  do turismo culinário  da  Bahia  e da  religiosidade dos  soteropolitanos e  baianos!
            D. Pero Fernandes Sardinha  Primeiro Bispo do Brasil, sua lida  estatua  na  Praça  da  Sé.


"Vinte e  cinco  de  fevereiro,  mil  quinhentos e cinquenta  e  um,  criado
Em  Salvador  a  pedido  do  rei  Dom  João  III,  o  primeiro  bispado
Do  Brasil!  Foi  nomeado  para  o  cargo,  o  Bacharel  em  teologia
Dom  Pedro  Fernandes  Sardinha,  no  ano  seguinte,  cargo  assumia"

Estrofe da  poesia  descritiva  de Salvador, A  Perola  Barroca  das Américas!


Ver  abaixo   na  integra.






Também na  Praça da  Sé  se  encontram  no seu subsolo ruínas   parte dos  alicerces  do antigo  Colégio dos Jesuítas que aportaram em salvador na  Comitiva  de Tomé  de Souza,  Primeiro Governador Geral do Brasil
Chiquitinha Maravilha (Gamaliel Chagas), poeta matense no local histórico, abençoado pelos  Deuses  de  todas as  etnias humanitárias! Homenageando humildemente, a  Cidade de Salvador  com fotografias, legendas e a  poesia descritiva resumida  da   incomensurável  historiografia  baiana, brasileira  e   universal da  Cidade  de Salvador, orgulho maior  da  Nação Brasileira!.


HOMENAGEM A ZUMBI DOS PALMARES!


Aquim neste pedaço de  chão abençoada  estão parte dos alicerces   do antigo Colégio  dos  Jesuítas, pioneiros   da  Educação colonial na  Bahia  e  no Brasil!


    Sinos abençoados   da  Bahia    de  todos  os tempos na  Catedral  Basílica   de Salvador.
 Baianas   sempre  uma  atração  fantástica  da  culinária  e  do Sincretismo  Baiano e  Brasileiro.
         
ABENÇOADO  TERREIRO DE JESUS - PARAÍSO  DAS  IGREJAS CATÓLICAS! UMA FONTE INESGOTÁVEIS  DE  RELIGIOSIDADE UNIVERSAL!

Edifício   da   antiga  Faculdade  de  Medicina, berçário dos  médicos soteropolitanos,  baianos  e   Brasileiros! No  passado primitivo  foi o Colégio dos   Abençoados  Jesuítas da   Companhia  dos  Jesuítas no Brasil, Hospital Cirúrgico....

"FUNDAÇÃO  DA  FACULDADE  DE  MEDICINA

Dezoito  de  fevereiro!  Ano  de  mil  oitocentos  e  oito,  acontecia
Em  Salvador, a  criação  da  primeira  Escola  Médica  de  Cirurgia
Foi  a  primeira  a  ser  fundada  no  Brasil!  E  ficava  localizada
No  prédio  do  antigo  Colégio  dos  Jesuítas!  Foi  transformada

            Em  faculdade  de  Medicina!  Através  de  um  decreto  sancionado
No  dia  três  de  outubro,  do  ano  mil  oitocentos  e  trinta  e  dois
Durante  a  segunda  Regência  do  Império!  E  nove  meses  depois
O  Dr.  Lino  Coutinho!  Para  diretor  da  faculdade,  ele  foi  nomeado"


Estrofe    da   poesia  descritiva de Chiquitinha Maravilha
  Salvador, a Perola Barroca  das Américas! 
Ver abaixo na  íntegra.


                                          Frontal  do edifício  da Faculdade  de Medicina 
   Majestosa imponente  as  linhas   arquitetônica   do antigo edifício da   Faculdade de Medicina  no terreiro  de Jesus.
   Catedral   Basílica de Salvador, templo  maior  do catolicismo  na  Bahia, em uma das salas   do corredor desse  edifício  Padre  Antonio Vieira  ficou enclausurado com seus pensamentos  religiosos, voltados  para Deus Pai, Criador   do Universo Celestial.






                                                              Igreja São Pedro dos Clérigos
                                                                Igreja  de São Domingos 




 HISTÓRIA DA IGREJA ORDEM TERCEIRA  DE SÃO FRANCISCO
 A edificação  da  Igreja  de São Francisco  teve  começo  no ano de 1686, sendo guardião do Convento Frei. Vicente das Chagas.

A Primeira  pedra foi   fundamental foi    no dia    1ª  de  novembro de  1708 pelo Arcebispo D, Sebastião  Monteiro  da  Vide , Arcebispo  Metropolitano deste Estado do Brasil e lançou no fundo  uma parte do cruzeiro ( quer dizer, onde os  arcos  se  cruzam  os  arcos  da  Capela.-mór.
As obras  continuaram até o ano  de  1713, sendo inaugurada   a    igreja  ainda  incompleta e cantada a  primeira missa, no dia  quatro de  outubro , Festa  do Seráfico  Patriarca.
 A conclusão da igreja  se   deu  em  1723, sendo sua ornamentação  acontecido dia  em 1750, quando a  igreja ficou toda  completa.Diário Oficial do Estado da  Bahia – Ediçao Especial do  Centenário da  Independência  da  Bahia,  02/07/1923, pag. 336.


       Igreja  Ordem 1ª  de São Francisco localizada  ao lado direito da  Ordem 3ª  e seu Convento.
 A  Igreja   Ordem 1ª  de S. Francisco, esta  teve  a  sua fachada  encomenda  em pedraria  trabalhada  em Portugal, a  mando  do ricaço Cel Domingos  Pires  de Carvalho, Benfeitor e Patriarca    da  família    Pires  de  Carvalho ( e Albuquerque ) na  Bahia,  aportando na  cidade de Salvador    após  a  metade do Século XVII.
Cel Domingos    na  Bahia  teve e tem   descendência  numerosa, juntamente  ramo genealógico  dos     Garcia  D'Ávila. Chiquitinha  através   do seguimento Gonçalves   de Carvalho (Catharina  Gonçalves, avó  do Cel citado), pertence     pela  parte  paterna no tronco genealógico  dos  Pires  de Carvalho  e Albuquerque.
AGUARDEM MAIS  FOTOS E LEGENDAS  HISTÓRICAS!
                           GALERIA DE FOTOS DA  CIDADE DE SALVA
A Basílica  Sagrada  do Senhor do  Bonfim, edificada na  Sagrada  Colina, abençoando   a  Bahia e o  Brasil.

"Salvador  e  suas  igrejas,  retratando  a  sua  história  colonial
Igreja  da  ajuda,  erguida  por  Tomé  de  Souza,  já  foi  catedral
Igreja  de  São  Francisco,  com  seus  alteres  e  capelas  douradas
A  Basílica  da  Sé,  Piedade,  Bonfim  e  outras  igrejas  edificadas."

Nota:

Estrofe da  Poesia de  Chiquitinha  Maravilha - Salvador, a Perola Barroca  das Américas!





SALVE, SALVE  SALVADOR!
A CAPITAL  DA  BAHIA E DO BRASIL COLONIAL!
PARABÉNS SALVADOR,
 PELOS 464 ANOS  DE  FUNDAÇÃO!


AGUARDEM MAIS LINDAS  FOTOS E   ESTROFES INÉDITAS E HISTÓRICAS   DA  SALVADOR.


GALERIA DE FOTOS DA  CIDADE DE SALVADOR
A Basílica  Sagrada  do Senhor do  Bonfim, edificada na  Sagrada  Colina, abençoando   a  Bahia e o  Brasil.

"Salvador  e  suas  igrejas,  retratando  a  sua  história  colonial
Igreja  da  ajuda,  erguida  por  Tomé  de  Souza,  já  foi  catedral
Igreja  de  São  Francisco,  com  seus  alteres  e  capelas  douradas
A  Basílica  da  Sé,  Piedade,  Bonfim  e  outras  igrejas  edificadas."

Nota:

Estrofe da  Poesia de  Chiquitinha  Maravilha - Salvador, a Perola Barroca  das Américas!



"Salvador,  a  Pérola  Barroca  das  Américas,  cidade  boa  de  viver
Tem  cidade  alta,  tem  cidade  baixa!  Interligadas  pelas  ladeiras
Túnel,  viadutos,  metrô,   planos  inclinados  e  pelo  subir  e  descer
Do  Elevador  Lacerda,  conhecido!  Admirado  pela  nação  inteira."

Estrofe  da  poesia  de  Chiquitinha  Maravilha - 

Salvador, a Perola Barroca  das  Américas!
                       Embarcações náuticas, ancoradas  no cais  em   frente  do Mercado Modelo



"Da  eterna  Baía  de  Todos  os  Santos!  Berço,  portal  de  Salvador
Aí  desembarcou  Tomé  de  Souza!  E  da  cidade  foi  seu  fundador
Por  duzentos  e  quatorze  anos  sediamos  com  muito  esplendor
A  primeira  capital  do  Brasil,  durante  o  período  colonizador"

Nota:
Estrofe da  Poesia de  Chiquitinha  Maravilha - Salvador, a Perola Barroca  das Américas!
Panorâmica   de  mar, embarcações náuticas na  parte  interna do  "quebra- mar"


"Salvador a cidade  da  música,  teatro, pintura! Museus,  letras,  artes
Do  moderno  Centro  Administrativo!  E Amplas  avenidas  de  vales
Viadutos,  túnel,  marina,  ferrí,  parque  da  cidade,  e o aeroporto
Artesanato  no  Mercado  Modelo,  o  quebra-mar  do  cais  do  porto."

Nota:

Estrofe da  Poesia de  Chiquitinha  Maravilha - 
Salvador, a Perola Barroca  das Américas!


                               


"Salvador a cidade  da  música,  teatro, pintura, museus,  letras,  artes
Do  moderno  Centro  Administrativo,  e Amplas  avenidas  de  vales..."

                                    Os    percussionistas dão   um toque  especial  de  sons primitivos.....







No dia  treze  de  maio  de  oitocentos  e  noventa e  nove e   foi  fundado
Numa  noite chuvosa na  bela  cidade de Salvador  o Club  Cricket  Vitória
 num casarão  pertencente da  família  Valente e   que ficava  localizado
No Corredor da Vitória, um bairro nobre,  de elite, repletos de  histórias!


        O TIMAÇO DO  LEÃO  DA BARRA  NO DE 1973  NA LENDÁRIA  FONTE NOVA

                                    FOTO DO  VITÓRIA/SITE DO CITADO CLUBE


"Salvador  de  todos  os  esportes!  Dos  BaVís,  clássico  do  Povão
Do  extinto  estádio  da  Graça,  Fonte  Nova,  Pituaçu  e  Barradão
No  campo  da  Pólvora, em  mil  novecentos  e  três,  foi  aí  disputada
A  primeira  partida  de  futebol,  anos  depois,  uma  Liga  foi  fundada."

Estrofe  da Poesia   Salvador, A Perola Barroca  das Américas!

Autoria  de Chiquitinha Maravilha.





ESPORTE  CLUBE BAHIA! 
 UMA  MARCA  MILIONÁRIA NO MERCADO  DA  BOLA!
SUA  HISTÓRIA REPLETA  DE GLÓRIAS......

                               ESQUADRÃO DE AÇO 1º CAMPEÃO  DO BRASIL 1959
                            Foto oficial do escrete do 1º campeão nacional de 1959 -Foto  Site do Bahia






ÍDOLOS  DA   GALERA!
BOBÔ! O CRAQUE  DO FUTEBOL ELEGANTE  E SUTIL....

      A PARTIDA DO SÉCULO VINTE! DO FUTEBOL BAIANO



"No  ano mil  novecentos e  setenta  um, a Fonte Nova foi ampliada
Chegando a  receber   mais  de  110  mil torcedores, ficando lotada          
 Num visual  incrível, fantástico!  Batendo  Record  de torcedores
 Na partida   Bahia 2x0 Fluminense do Rio, clássico dos  tricolores!"


                       A PARTIDA DO SÉCULO VINTE! DO FUTEBOL BAIANO

A fantástica partida de futebol entre Bahia 2x1 Fluminense/RJ, Semifinal do Brasileiro de 1998, partida disputada no início do ano de 1989 no lendário Estádio da Fonte Nova- público pagante de 110.438 pessoas, o maior da história do "Gigante do Mangabeirão" (Fonte Nova). O craque Bobô   marcou um dos dois gols da inesquecível vitória diante do Flu/RJ (2x1), classificando p/ a final contra o Internacional no "Mata x Mata" quando  venceu por 2x0 e  empatou  em 0x0 em Porto Alegre,  conquistando o título  de  Campeão Brasileiro de  1998,  tornando-se  Bicampeão do Futebol Brasileiro (antes havia   conquistado a 1ª   Taça  Brasil  1959).

Na foto Bobô de camisa branca, cabeceando a bola, diante da zaga  Washington do FLU, o  nº 9 (Ex-Galícia,) salta  batido no lance.
 Observem as arquibancadas superlotada pela Nação Tricolor! Num "Momento Mágico " do histórico futebol baiano, repleto de grandezas inesqueciveis! Foto Jornal A Tarde/Ba. Texto da fotografia de Chiquitinha Maravilha.
NESTE INESQUECÍVEL ESTÁDIO GOVERNADOR OTÁVIO MANGABEIRA - FONTE NOVA - BOBÕ realizou lindas partidas pelo Esporte Clube Bahia, encantando a Nação Tricolor e a torcida Baiana, com sua magia futebolística!


"Março do ano de mil  novecentos  e  cinquenta  e  um, inauguração
Da  Fonte Nova, um Estádio  Olímpico com    sua   bela   ferradura
O Futebol Baiano  se  destaca na modernidade com o Mangabeirão
Salvador mostra  a sua  pujança futebolística,  com  boa  estrutura"



A conquista do Brasil - 1988

Não dá para esquecer o segundo título de Campeão Nacional do Bahia. A façanha foi alcançada num empate em 0 a 0 com o Internacional/RS, em pleno Beira-Rio, em Porto Alegre, no dia 19 de fevereiro de 1989. Até hoje (2010), nenhum clube da região conseguiu igualar o feito, chegando, no máximo, ao vice-campeonato.



PARABÉNS CIDADE  DE SALVADOR DA BAHIA,

2014 COMPLETOU  465 ANOS  DE  FUNDAÇÃO!
Foto abaixo do Dique  do Tororó janeiro  de 2013  de  Chiquitinha Maravilha


 A POESIA DESCRITIVA DA HISTORIA RESUMIDA  DA  CIDADE DE SALVADOR/BAHIA.





BASÍLICA DE  FÉ E DEVOÇÕES, SIMBOLO  RELIGIOSO DE SALVADOR  A   ETERNA CAPITAL DO BRASIL!  
A Basílica  Sagrada  do Senhor do  Bonfim, edificada na  Sagrada  Colina, abençoando   a  Bahia e o  Brasil.

"Salvador  e  suas  igrejas,  retratando  a  sua  história  colonial
Igreja  da  Ajuda,  erguida  por  Tomé  de  Souza,  já  foi  catedral
Igreja  de  São  Francisco,  com  seus  alteres  e  capelas  douradas
A  Basílica  da  Sé,  Piedade,  Bonfim  e  outras  igrejas  edificadas."

Nota:

Estrofe da  Poesia de  Chiquitinha  Maravilha - Salvador, a Perola Barroca  das Américas!




                         SALVADOR, A PEROLA  BARROCA  DAS AMÉRICAS!

Oh!  Tu és  Salvador  das  águas  do  Dique do Tororó, embelezado
Pelas  estátuas  dos  Orixás  Africanos,  adorados  e  idolatrados
Simbolizando,  seu  sincretismo  religioso  do  presente e   passado
De  um  povo sofrido que foi  preso e  escravizados, hoje liberados!

           Foto acima do Dique  do Tororó janeiro  de 2013 

 de  Chiquitinha Maravilha.





RESIDENCIA  DE  GAMALIEL  CHAGAS / NOVA DIAS D'ÁVILA/BAHIA
                                          CASA EM ESTILO  COLONIAL/ARCADAS



                               CASA EM ESTILO  COLONIAL/ARCADAS


Pátio  e   arcadas  do varandal  colonial (lateral esquerda da  residencia  e  parte  da  varanda  do fundo),  varandal com  22  arcadas. (foto  Chiquitinha Maravilha)



BIOGRAFIA DE CRISTÓVÃO DE  AVILA

FONTE DE PESQUISA:
WW.casadatorre.org.br



Christovão de Avila
..
CHristovão de Avila - (BIOGRAFIA - Resumo)
..
...... Presidente do Centro Cultural
e de Pesquisas do Castelo da Torre
Historiador, pesquisador e membro das Instituições:
(ordem alfabética)
Academia de História Militar Terrestre do Brasil
Colégio Brasileiro de Genealogia
Centro Cultural e de Pesquisas do Castelo da Torre
Instituto Genealógico da BahiaInstituto de Geografia e História Militar do Brasil
Instituto Geográfico e Histórico da Bahia
Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais

Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro
Memorial Visconde de Mauá

Sociedade Brasileira de Cartografia
...
Nasceu em Niterói, Rio de Janeiro, em 30-VIII-1935. Membro de diversas Instituições históricas, genealógicas e técnicas, engenheiro militar de fortificação e construção pelo Instituto Militar de Engenharia - IME, com larga experiência no planejamento e coordenação de grandes projetos e empreendimentos, em diversas áreas, foi professor de Arquitetura no IME e na Pontifícia Universidade Católica PUC-RJ. Em 1989 fundou o Centro Cultural e de Pesquisas do Castelo da Torre, uma Associação que não tem finalidade econômica, declarada de Utilidade Pública (RJ-1994), sendo o seu presidente. Desde então vem realizando e coordenando profundas pesquisas, e promovendo a realização de trabalhos técnicos, com o monumento Castelo da Torre de Garcia d'Ávila e locais vinculados à sua história, que tem origens, no Brasil, em Diogo Álvares Caramuru, Jerônimo de Albuquerque e Garcia d'Ávila, sendo descendente direto, duas vezes, por linha varonil. Desenvolve o Armorial Histórico da Casa da Torre, considerando, internacionalmente, uma das mais importantes coleções de Brasões de Armas, não somente do Brasil, mas de todo o Novo Mundo. Vem proferindo, desde 1989, uma seqüência de conferências e palestras, enfocando a importância da preservação, valorização e difusão do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro, complementadas com a realização de exposições temáticas e a organização e participação numa seqüência de congressos e seminários, nacionais e internacionais, tendo diversos trabalhos publicados, além de entrevistas para jornais, revistas e televisão, com inúmeras viagens à América do Norte e à Europa. Entre 2003 e 2007, as principais atividades de pesquisas e trabalhos "in loco" foram interrompidas, por motivo grave de saúde, graças a Deus curado, sendo retomadas com um programa de atividades e comemorações (2008-2015), a nível nacional e internacional. É o responsável pelo sítio na Internet, que criou, disponibilizou e mantém ininterruptamente, desde 1999, sem finalidade lucrativa, contendo um balanceamento de texto e iconografia, que ao mesmo tempo apresenta aparatos acadêmicos e constitui material para pesquisas e para apoio à Educação Patrimonial, à Cultura e ao Turismo. < www.casadatorre.org.br >(Resumo em 30-XII-2009)
...
..
PRINCIPAIS PROJETOS REALIZADOS..PRINCIPAIS PROJETOS REALIZADOSAPOIO E PARTICIPAÇÃO..APOIO E PARTICIPAÇÃO 1989-2009200-20098


..
Brasão de Armas, integrante do
Armorial Histórico da Casa da Torre
 de Garcia d'Ávila 

AvilaArmas da família Avila do continente, raiz da Casa da Torre. Desta estirpe descende o Eng. Christovão de Avila , neto em 13o grau de Diogo Álvares Caramuru, em 12o grau de Jerônimo de Albuquerque de Garcia d'Ávila I; em 11o grau de Filipe Cavalcanti e de Francisco Barboza de Araujo; em 10o grau de Melchor Brandão Coelho; em 8o grau do Cel. Pedro Camelo de Aragão Pereira; primo em 8o grau do Cel. Bernardino José Cavalcanti de Albuquerque; sobrinho em 8o grau do Des. Simão de La Penha Deus Dará; neto em 7o grau do Cel. Domingos Pires de Carvalho e do Cel. Garcia d'Ávila Pereira; 
neto em 5o grau do Cel. Domingos da Costa e Almeida; primo em 5o grau do Barão de Vila Viçosa - Antônio Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque; sobrinho em 4o grau do Barão de S. Francisco - Antônio de Araújo de Aragão Bulcão e do Barão de Rio de Contas - Pedro Moniz Barreto de Aragão; trineto do Visconde da Torre de Garcia d'Ávila -Antônio Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque; sobrinho trineto do Visconde de Pirajá -Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque e do Barão de Jaguaripe -Francisco Elesbão Pires de Carvalho e Albuquerque. Neto do Ministro do Supremo Tribunal Militar Garcia Dias de Avila Pires e do irmão, General José Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque, filho de Christovão Dias de Avila Pires e Maria de Lourdes Pires de Carvalho e Albuquerque.
Fevereiro, 1994. Victor Hugo Carneiro Lopes. "In decus ortibrus" 
*

(*) LEMA do Armorial Histórico: "In decus ortibrus":
Não se trata de uma ostentação, mas sim, do resgate da História, numa homenagem e num tributo de gratidão aos que participaram da Colonização e da Integração Territorial do Brasil, com os honrosos vínculos, Familiares e Institucionais, a nível nacional e internacional
.
.


TOTAL DE  ACESSOS MAIS  DE 493 MIL 23/11/14



HOMENAGEM PÓSTUMA! 
TROFÉU HONRA AO MÉRITO AO VISCONDE  DA  TORRE DE  GARCIA D'ÁVILA
  CEL ANTONIO JOAQUIM PIRES  DE CARVALHO E ALBUQUERQUE 
BENEMÉRITO DO POVO MATENSE, BAIANO E BRASILEIRO!

  HOMENAGEM  DO BLOG  CHIQUITINHA MARAVILHA
 E DOS MATENSE, DOS  BAIANOS!


TROFÉU HONRA AO MÉRITO!
HOMENAGEM PÓSTUMA.....


LINK DESSA  HOMENAGEM PÓSTUMA  O VISCONDE DA  TORRE DE GARCIA  D'ÁVILA E SEUS DESCENDENTES A EXEMPLO  DE  CRISTÓVÃO DE AVILA PIRES  JR. ENG} MILITAR  DE FORTIFICAÇÕES E PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO GARCIA D'ÁVILA

http://chiquitinhamaravilha.blogspot.com.br/2014/04/ao-visconde-da-torre-de-garcia-davila-e.html


RELÍQUIAS  HISTÓRICAS
 DE  MATA DE SÃO JOÃO

Cidade  de  Mata  de  São João na  década de  1950
Praça  Barão Açu da Torre na  década  de  1950,  notar o coreto   no centro da  referida praça,

 RELÍQUIA   HISTÓRICA  DA ENTÃO VILA DE  MATA DE SÃO JOÃO /DÉCADA DE 1910!
Atual Praça  Barão Açu da  Torre   na  Década  de  1910. Foto na pesquisa  de   Gamaliel Chagas (Poty, Chiquitinha  Maravilha). Destaques  para  os  edifícios   do  antigo Mercado de farinha, atual casa  da  cultura, Igreja Matriz  S. João Batista, Palmeiras Imperiais e  prédio  da  Intendência  Municipal (antiga  prefeitura, atual Secretaria  Social, 2013,  prédio   da  antiga   Padaria  de Zé Bispo, Casa  comercial de Salomão Silva  (na  década de 1950). Na  época  da   foto acima,   era  uma  só   as  atuais praças  amado Bahia  e   Barão Açu da  Torre, sendo nominada a Praça da  Foto Praça da  Intendência Municipal. Legenda  de Chiquitinha Maravilha.


RELÍQUIA HISTÓRICA DE  1957!
Chiquitinha  Maravilha   na  foto,  aparece sentado com as  mãos  no rosto perto dos olhos, de  camisa branca, aos  6  anos  de idade   no ano  de  1957  na    Praça  Engº   Lauro de Freitas (da  Leste  Ferroviária). No local  onde  foi  inaugurada  dia 13/04/2013,  a   Quadra   Poliesportiva Escolar Coberta  Rosalvo  Romero  Fernandez





           SÃO JOÃO BATISTA - PADROEIRO DE MATA DE S. JOÃO/BA

           SÃO JOÃO BATISTA BATIZANDO JESUS CRISTO
no Rio Jordão. S. João Batista  Padroeira   de Mata de São João/BA. QUADRO  DE FAIANÇA PORTUGUESA NO VARANDAL DA CASA RESIDENCIA DE CHIQUITINHA MARAVILHA / ceramista  Eduardo Gomes, lusitano de Aveiro/Portugal. Data  do fabrico do painel ano 1984



  • PARABÉNS   MATA  DE SÃO JOÃO!  453  ANOS 
  •         DE   FUNDAÇÃO/ 15/03/1561 A 15/03/2014!

SAM 1908 x264 PARABÉNS MATA DE S. JOÃO 453 ANOS DE FUNDAÇÃO

    • 1 mês atrás
    •                        
    • 24 visualizações
    VIDEO NARRADO E FILMADO POR CHIQUITINHA MARAVILHA DIA 15/03/2014 DIA DA FUNDAÇÃO DA POVOAÇÃO QUE ORIGINOU O 

SAM 1834 x264VIDEO LARGO DO BONFIM DE MATA 15/02/14 ALDEIA S JOÃO BA.

    • 2 meses atrás
    •                        
    • 129 visualizações
    VIDEO NARRADO, FILMADO POR CHIQUITINHA MARAVILHA NO LARGO DO BONFIM DE MATA DIA 15/02/14 FESTA DO BONFIM DE MATA.…

SAM 0739 x264 A 1 - HISTORICO- LOCAL DA FUNDAÇÃO DA2ª ALDEIA DE S. JOÃo BATISTA/MATA S. JOÃO

    • 2 meses atrás
    •                        
    • 27 visualizações
    Vídeo narrado, filmado e produzido por Chiquitinha Maravilha dia 30/01/14 no atual Coina Sagrada do Largo do Bonfim de Mata de S. João, local da fundação da Segunda Aldeia Jes…

SAM 0769 x264 A3 HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO 2ª ALDEIA DE S. JOÃO BATISTA/BONFIM MATA

    • 2 meses atrás
    •                        
    • 15 visualizações
    Video com 10 minutos e 54 segundo filmado do Coro do Edifício da Igreja do Bonfim de Mata, filmado, narrado e produzido por chiquitinha Maravilha, mostrando o Largo do Bonfim…

SAM 0742 x264 A2 - HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DA IGREJA BONFIM DE MATA S. JOÃO/BA. -

    • 2 meses atrás
    •                        
    • 24 visualizações
    A2 - Video com 19 minutos e 01 segundo filmado do Largo do Bonfim de Mata, filmado, narrado e produzido por chiquitinha Maravilha, mostrando o Largo do Bonfim de Mata onde…

SAM 0466 x26 BATIZADO DE CAPOEIRA NA CASA DA CULTURA CIDADE DE MATA DE S. JOÂO 20/11/13

      • 4 meses atrás
      •                      
      • 44 visualizações
      Vídeo narrado, filmado e produzido por Chiquitinha Maravilha contendo 12 minutos, exibições fantástica dos Mestres e Alunos da Cidade de Mata de S. João, batizado com entrega de Diploma...
    • Chiquitinha Maravilha enviou um vídeo

SAM 0418 x264 HISTÓRICO DA IGREJA DO SENHOR DO BONFIM DE MATA 1758

      • 5 meses atrás
      •                      
      • 47 visualizações
      Vídeo do dia 16/11/2013, narrado, filmado, produzido por Chiquitinha Maravilha, contendo histórico da história da edificação da citada igreja, localizada no atual Largo do Bonfim de Mat...
    • Chiquitinha Maravilha enviou um vídeo

SAM 0390 x264 SITIO HISTÓRICO DA ALDEIA JESUITA DE SÃO JOÃO BATISTA 15/03/1561

      • 5 meses atrás
      •                      
      • 45 visualizações
      Vídeo com 20 minutos narrado filmado e produzido no Laro do Bonfim de Mata, por Chiquitinha Maravilha no dia 16/11/2013, sábado, descrevendo os acontecimentos histórico atual Largo do Bonf...
    • Chiquitinha Maravilha enviou um vídeo

SAM 0389 x264 HISTÓRICO - LOCAL DA FUNDAÇÃO DA ALDEIA DE S. JOÃO BATISTA /MATA S. JOÃO/BA

      • 5 meses atrás
      •                      
      • 71 visualizações
      HISTÓRICO/INÉDITO!
      A 2ª ALDEIA JESUÍTA DE SÃO JOÃO BATISTA
      Vídeo filmado, narrado e produzido no dia 16/

SAM 3817 x264 SETE DE SETEMBRO NA CIDADE DE MATA S. JOÃO 2013

    • 7 meses atrás
    •                    
    • 153 visualizações
    Vídeo com 18 minutos e 6 segundos, do Desfile Cívico realizado na cidade de Mata de São João/Ba, dia 07/09/

Nenhum comentário:

Postar um comentário