domingo, 23 de outubro de 2016

BAHIA DEPOIS DE EMPATAR COM OESTE, AGORA ENFRENTA O CEARÁ NA ARENA FONTE NOVA 29/10/16


Guto Ferreira justifica ausência de Allano nos jogos: 'Necessita estar comprometido'
Foto: Glauber Guerra/Bahia Notícias
Sem relacionar o atacante Allano nos jogos do Bahia, o treinador Guto Ferreira explicou a ausência do atleta dos jogos e alguns treinamentos da equipe. Depois do empate em 1 a 1 para o Oeste, em jogo realizado no último sábado (22), o técnico apontou que o jogador precisa demonstrar mais atenção e comprometimento para seguir como opção ao Esquadrão de Aço.

“Opção minha. Logicamente, como eu sempre digo sempre, jogador necessita estar, em treinamento e em jogos, extremamente concentrado, atento, comprometido. À medida que ele não demonstra o que a gente quer, a gente precisa, de alguma maneira, buscar situações para colocar dentro do prumo que a gente precisa”, explicou o comandante tricolor.

Com 11 jogos pelo Bahia, Allano marcou apenas dois gols pelo clube. 
Árbitro relata na súmula irritação de Guto Ferreira; ‘Trio catarinense de m...’
Foto: Ulisses Gama/Bahia Notícias
A reta final do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série B 2016 corre o risco de ter uma ausência importante à beira do gramado. Na súmula da partida entre Oeste e Bahia, realizada no último sábado (22) e que terminou em 1 a 1, o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira relatou a expulsão do treinador Guto Ferreira e justificou que o fato aconteceu por conta de xingamentos do comandante tricolor ao trio catarinense que comandou o confronto.

“Informo ainda, que após o término do jogo, eu, árbitro da partida, Rodrigo D'Alonso Ferreira, juntamente com o assistente de número 01; Henrique Neu Ribeiro, escutamos o treinador da equipe do E. C. Bahia, sr. Augusto Sérgio Ferreira proferir as seguintes palavras: ‘Trio catarinense de merda." Ato continuo informei o atleta que encerrou a partida como capitão desta equipe, n° 02, sr. Carlos Eduardo Santos Oliveira, de que o respectivo treinador por conta desta fala foi expulso. Enquanto estávamos no vestiário, o sr. Augusto Sérgio Ferreira, técnico da equipe do E.C. Bahia se dirigiu até a porta do vestiário da arbitragem contestando sua expulsão’, descreveu o juiz da partida no documento.

Além do treinador, o preparador de goleiros, Thiago Mehl, também foi expulso da partida. Segundo o árbitro, o profissional do Esquadrão de Aço “reclamou acintosamente” de uma suposta ausência de marcação de faltas a favor do clube. “Informo que após a sua expulsão o quarto árbitro, Aurélio Sant'Anna Martins presenciou o mesmo dizendo: ‘Trio catarinense de merda. Vocês são muito ruim’”, completou.
Sábado, 22 de Outubro de 2016 - 17:50

Régis destaca entrega, lamenta resultado e diz: 'Não vamos abaixar a cabeça'

por Ulisses Gama
Régis destaca entrega, lamenta resultado e diz: 'Não vamos abaixar a cabeça'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia
O meia Régis, do Bahia, acredita que a equipe se entregou em campo no empate em 1 a 1 contra o Oeste, neste sábado (22), pela 32ª rodada da Série B. Ao deixar o gramado da Arena Barueri, o meia destacou a luta do time e pediu "cabeça erguida" para a sequência da competição.
 
"Lutamos como a gente vem lutando, tentamos de todo jeito, conseguimos o empate, pressionamos, mas a bola não entrou. Mas não vamos baixar a cabeça. Vamos com tudo para cima do Ceará", disse.
 
Com o resultado em São Paulo, a equipe subiu aos 50 pontos, mas se mantém na sexta posição. O próximo jogo do Esquadrão vai acontecer no próximo sábado (29), contra o Ceará, na Arena Fonte Nova.
Após empate, Guto Ferreira exalta poder de reação do Bahia: 'Não vamos desistir'
Foto: Reprodução / Premiere
O Bahia ficou no empate em 1 a 1 contra o Oeste, na tarde deste sábado (22), na Arena Barueri, pela 32ª rodada da Série B. O time paulista saiu na frente com Pedro Carmona, mas o Esquadrão conseguiu empatar com um gol contra de Bruno Silva. Após o jogo, o técnico Guto Ferreira destacou o poder de reação da equipe no jogo e não jogou a toalha em relação ao acesso à elite do futebol nacional.
 
"Você analisa que é ruim pois se a gente vence, entraríamos no G-4, mas o campeonato é isso. As melhores chances foram do Bahia. Mesmo estando fora teve um apoio do torcedor, empurrou a equipe e a equipe respondeu. Saiu atrás, mas fomos buscar e talvez seja o primeiro momento que a gente sai atrás e buscou um ponto e por pouco não buscou os três. Vida que segue. O Bahia tem seis jogos para seguir. Existem confrontos e existe a possibilidade do Bahia alcançar. Temos que ir contra o Ceará contra o apoio do torcedor. Não vamos desistir e vamos até o fim. Com um triunfo em casa as coisas podem clarear", declarou.
 
O resultado de empate, no entanto, não foi comemorado pelo técnico, que destacou a frustração do grupo ao fim da partida.
 
"Desgaste das pessoas que se entregaram, tiveram comprometimento e há uma frustração. Queríamos mais dois pontos. Existe a frustração. Eles se atirarem é mais o mental, do que físico. É um ponto que hoje a gente lamenta, mas lá na frente poderemos exaltar", indicou.
 
Questionado sobre a arbitragem catarinense para o duelo, Guto fez críticas. Vale lembrar que o Avaí, de Santa Catarina, era uma das equipes interessadas no jogo. 
 
"Isso aí não é uma questão que eu tenho que dizer. Quem tem que dizer é a direção e ela tomará as devidas providências. Só acho que essa questão poderia ter sido evitada. É um desgaste desnecessário, porque o Rodrigo é um árbitro de bem. Qualquer erro que pode acontecer pode gerar dúvida e ele fica exposto, mas não sou eu que tenho que analisar ou justificar A,B ou C. Infelizmente as pessoas não se preocupam com esses detalhes", pontuou.
 
Com 50 pontos, o Bahia segue na sexta posição do certame. O próximo jogo acontecerá no sábado (29), contra o Ceará, às 16 (horário da Bahia), na Arena Fonte Nova.
Sábado, 22 de Outubro de 2016 - 17:24

Edigar Junio lamenta empate: 'Precisávamos ser contundentes'

por Ulisses Gama
Edigar Junio lamenta empate: 'Precisávamos ser contundentes'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia
O Bahia teve a chance de entrar no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, mas acabou falhando. Em uma Arena Barueri com maioria tricolor na arquibancada, a equipe empatou em 1 a 1 contra o Oeste, pela 32ª rodada da competição nacional. Atacante do Esquadrão, Edigar Junio acredita que faltou contundência ao setor ofensivo.
 
"Acho que a gente precisava ter sido mais contundentes ali na frente, mas não conseguimos. Mas não tem nada perdido. Temos jogos e chances de entrar no G-4, então vamos lutar até o final", disse, em entrevista à Rádio Metrópole.
 
A última vez que a equipe comandada por Guto Ferreira venceu fora de casa foi na 20ª rodada, contra o Avaí. Edigar apontou que a equipe não consegue manter o desempenho apresentado na Arena Fonte Nova.
 
"A gente vem buscando jogar como estamos jogando em casa. Infelizmente não está acontecendo, mas vamos continuar acreditando para no final comemorar", indicou.
 
Dentro de casa, o Bahia volta a jogar no próximo sábado (29), às 16h (horário da Bahia), contra o Ceará.
Sábado, 22 de Outubro de 2016 - 17:18

Luiz Antônio e Misael recebem terceiro amarelo e não enfrentam o Ceará

por Ulisses Gama
Luiz Antônio e Misael recebem terceiro amarelo e não enfrentam o Ceará
Luiz Antônio recebeu advertência | Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia
O Bahia tem dois jogadores suspensos para o duelo contra o Ceará, no próximo sábado (29), na Arena Fonte Nova, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
 
No jogo contra o Oeste, realizado na tarde deste sábado (22), o volante Luiz Antônio e o atacante Misael receberam o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir a pena diante do alvinegro cearense.
 
Para o lugar de Luiz Antônio, titular da equipe tricolor, o técnico Guto Ferreira conta com Feijão e Renê Júnior como opções. Com o empate diante do time paulista, o Esquadrão segue na sexta posição, com 50 pontos conquistados.
Em jogo com tempos distintos, Bahia empata com Oeste e perde chance de entrar no G-4
Foto: Marcos Bezerra / Estadão Conteúdo
Ainda não foi dessa vez que o Bahia ficou entre os quatro primeiros colocados da Série B do Campeonato Brasileiro. Em uma Arena Barueri repleta de tricolores, a equipe de Guto Ferreira ficou no empate em 1 a 1 com o Oeste na tarde deste sábado (22) e segue em um jejum quando se trata de jogos fora de casa. Pedro Carmona marcou para o time paulista e Bruno Silva, contra, fez o gol tricolor.
 
Com o resultado, a equipe chega aos 50 pontos e se mantém na sexta posição do certame. O Bahia volta a jogar pela competição no próximo sábado (29), às 16h (horário da Bahia) contra o Ceará, na Arena Fonte Nova.
O JOGO
 
A partida era longe de Salvador, mas o time de Guto Ferreira contou com a maioria da torcida a seu favor na Arena Barueri. Com esse apoio, o Bahia teve boa aos nove minutos, quando Juninho cobrou falta na área e o zagueiro Bruno Silva cabeceou para trás e quase traiu o goleiro Felipe Alves.
 
O jogo se mostrou morno na sequência. Em campo, o Oeste mostrou a sua característica de posse de bola, enquanto o Bahia buscava marcar a saída do adversário, mas não agredia quando tinha a bola. O time da casa tentou aos 26,  quando o volante Rodolfo arriscou de fora da área e Muriel fez boa defesa.
 
Três minutos depois, uma grande chance para o Bahia. Após sobra fora da área, Juninho bateu mal na bola e a sobra ficou com Edigar Junio. De frente para o gol, o atacante tocou fraco e facilitou o trabalho do arqueiro do Oeste. Aos 34, foi a vez do time da casa. Matheus Vargas driblou a defesa próximo da grande área, mas finalizou fraco para fácil dfesa de Muriel.
 
Aos 41, mais um ataque do Bahia. Luiz Antônio deu bom passe para Wesley Natã na direita. Com liberdade, o atacante avançou, mas bateu mal na bola, que foi para a linda de fundo.

Segundo tempo
 
Com quatro minutos da segunda etapa, o torcedor do Bahia suspirou com um lance de ataque. Juninho bateu falta para a área e Felipe Alves deu um tapa para a linha de fundo. A jogada, no entanto, já havia sido anulada em virtude de impedimento.
 
Na sequência, o Oeste assustou. Mike recebeu na meia-lua da grande área e bateu firme para defesa em dois tempos do goleiro Muriel.
 
Pedro Carmona abre o placar para o Oeste
 
Após boa troca de passes perto da área, Marquinho sofreu falta. Na cobrança, Pedro Carmona exalou categoria ao bater na bola. Muriel até tocou na redonda, mas não impediu o primeiro gol do time paulista.
 
Em seguida, o Bahia iniciou uma pressão em busca do gol de empate. Aos 15 minutos, Tinga cruzou para Wesley Natã, mas Betinho foi ágil e cabeceou antes que o atacante chegasse. Um minuto depois, Wesley Natã recebeu passe na cara do gol e bateu para grande defesa de Felipe Alves.
 
Com gol contra, Bahia empata
 
A pressão deu resultado. Aos 18 minutos, Eduardo avançou em velocidade pela linha de fundo e cruzou rasteiro. Na grande área, o zagueiro Bruno Silva mandou contra o próprio patrimônio.
 
Não demorou muito e o Oeste respondeu. Dentro da grande área, Mike bateu, Muriel defendeu e Renê Júnior afastou o perigo.
 
O Bahia seguiu atacante. Após cobrança de Régis aos 35 minutos, Jackson cabeceou para o meio da área e Tinga bateu em cima do goleiro Felipe Alves.

FICHA TÉCNICA
Oeste x Bahia
Série B – 32ª rodada
Local: Arena Barueri (SP)
Data: 22/10/2016
Horário: 15h20 (horário da Bahia)
Árbitro: Rodrigo D' Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Johnny Barros de Oliveira (ambos de SC)
Cartões amarelos: Crysan, Bruno Silva (Oeste) / Luiz Antônio, Misael (Bahia)
Gols: Pedro Carmona (Oeste) / Bruno Silva, contra (Bahia)
 
Oeste: Felipe Alves; Felipe Rodrigues, Bruno Silva e Betinho; Pedro Carmona (Danielzinho), Daniel Simões (Mike), Rodolfo e Léo Artur; Marquinho (Wesley), Matheus Vargas e Crysan. Técnico: Fernando Diniz
 
Bahia: Muriel; Eduardo; Tiago, Jackson e Tinga; Luiz Antônio (Renê Júnior), Juninho e Renato Cajá (Régis); Wesley Natã (Misael), Edigar Junio e Victor Rangel. Técnico: Guto Ferreira.
Sábado, 22 de Outubro de 2016 - 09:00

Copa do Brasil sub-20: CBF define datas dos jogos entre Bahia e Inter

por Ulisses Gama
Copa do Brasil sub-20: CBF define datas dos jogos entre Bahia e Inter
Foto: Divulgação / EC Bahia
A equipe sub-20 do Bahia, que está nas quartas de final da Copa do Brasil da categoria após eliminar o Fluminense, já sabe quando vai voltar a jogar. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu na última sexta-feira (21) as datas e os horários dos confrontos diante do Internacional.
 
O primeiro duelo entre as equipes acontecerá na próxima quinta-feira (27), às 20h (horário da Bahia), no estádio Metropolitano de Pituaçu. De acordo com a entidade máxima do futebol nacional, o horário da partida foi escolhido para atender a grande de programação da ESPN Brasil, que fará a transmissão do jogo.
 
A decisão da vaga, por sua vez, acontecerá em uma quarta-feira, no dia 2 de novembro. O duelo acontecerá na Morada dos Quero-Queros, em Alvorada.
 
Na luta por um título nacional, o Esquadrãozinho realizou 19 partidas no ano de 2016 e tem um aproveitamento de 80%, com 14 triunfos, quatro empates e apenas uma derrota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário